Doação

Saúde lança campanha de doação de sangue nas cidades-sede da Copa das Confederações

De acordo com o órgão, em eventos de massa a demanda por transfusão de sangue aumenta 15%

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 14/06/2013 às 19:20
Leitura:

Na semana do Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado nesta sexta-feira (14), os jovens das cidades-sede da Copa das Confederações, que começa amanhã (15) com a partida entre o Brasil e Japão, na capital federal, são o principal alvo da campanha de doação de sangue lançada pelo Ministério da Saúde. De acordo com o órgão, em eventos de massa a demanda por transfusão de sangue aumenta 15%.

Com o slogan "Seja para quem for, seja doador", a campanha pretende atingir a faixa etária de 16 anos a 29 anos, mas os menores precisam de autorização do responsável legal. Segundo o ministério, 41,3% das pessoas dessa faixa de idade são as quem mais doa sangue. Além de aumentar os estoques de sangue dos hemocentros durante os jogos, a ação também visa a reforçar os estoques de sangue para o período de férias escolares, quando as doações diminuem.

Para doar sangue, é preciso levar documento com foto, não estar em jejum, fazer repouso mínimo de seis horas na noite anterior à doação, não ter ingerido bebidas alcoólicas nas 12 horas anteriores, evitar fumar por pelo menos duas horas e não comer alimentos gordurosos três horas antes. Além disso, o doador não pode pesar menos de 50 quilos.

Mulheres grávidas, que tiveram parto normal há menos de 90 dias ou cesariana há menos de 180 dias ou que estejam amamentando, ficam temporariamente impedidas de doar sangue. Pessoas resfriadas devem esperar o desaparecimento dos sintomas e quem fez tatuagem deve aguardar 12 meses para fazer a doação.

Dados do Ministério da Saúde apontam que 2% da população brasileira (3,6 milhões de pessoas) têm o hábito de doar sangue, o que possibilita uma coleta de 3,6 milhões de bolsas por ano no Brasil. O governo trabalha para chegar ao índice de 3% da população (5,8 milhões de pessoas). A expectativa é, até 2014, ampliar em 2 milhões o número de doadores de sangue no período de um ano.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias