acidente

Motociclista acidentado espera duas horas por socorro na Avenida João de Barros

Bombeiros civis que passavam pelo local ajudaram nos primeiros socorros

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 02/12/2013 às 23:57
Foto: Lucio Poncioni/gerente de Projetos e TI Internet do SJCC
Bombeiros civis que passavam pelo local ajudaram nos primeiros socorros - FOTO: Foto: Lucio Poncioni/gerente de Projetos e TI Internet do SJCC
Leitura:

Um motociclista que sofreu acidente por volta das 19h desta segunda-feira (2), na Avenida João de Barros, próximo ao viaduto da Agamenon Magalhães, área central do Recife, esperou quase duas horas por socorro. Carlos Alberto, que trabalha como motorista de ambulância da Maternidade da Encruzilhada, acabou sendo atendido primeiramente por bombeiros civis que passavam pelo local.

Na hora do acidente, Carlos Alberto foi arremessado para a contramão da João de Barros, sentido Espinheiro. Algumas pessoas ajudaram a organizar o trânsito, desviando os carros e impedindo que o motociclista fosse atropelado.

Os três bombeiros civis, voluntários de um grupamento de Paulista, que estavam passando pelo local, se juntaram aos populares nos primeiros socorros à vítima.

A unidade de saúde onde o homem trabalha cedeu uma ambulância para que fosse feito o socorro. Mas, como não havia motoristas em disponibilidade na hora, os próprios bombeiros civis foram buscar o carro.

De volta ao local do acidente, Carlos Alberto foi imbobilizado e colocado dentro da ambulência da Maternidade da Encruzilhada, até que a viatura dos Bombeiros militares chegasse para encaminhar a vítima em melhores condições para um hospital.

COMUNIQ - As imagens e os vídeos utilizados na edição foram enviados à redação do JC por intermédio do comuniQ, aplicativo de compartilhamento de vídeos, fotos, áudios e mensagens, uma nova forma de trabalhar o jornalismo colaborativo com a população. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente nas lojas App Store e Google Play.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias