1º dia

Upinha agrada, mas confunde a população

Especializado em Saúde da Família e Comunidade, estabelecimento só atende casos de baixa complexidade

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 29/01/2014 às 14:38
Gabriela Viana/Especial para o Jconline
Especializado em Saúde da Família e Comunidade, estabelecimento só atende casos de baixa complexidade - FOTO: Gabriela Viana/Especial para o Jconline
Leitura:

O primeiro dia de funcionameno da Upinha 24 Horas – Unidade de Saúde da Família Moacyr André Gomes, localizada na Avenida Norte, na Zona Norte da cidade, foi marcado pela presença de inúmeros curiosos. Além deles, há os que pensam que a unidade é, na verdade, uma UPA menor, que atende casos de média complexidade. No entanto, o dia funcionou bem na Upinha, gerando muitos elogios quanto ao atendimento. 

Os pacientes passaram por um período médio de espera de 2 horas a 3 horas para serem atendidos. Porém, casos de emergência como o da estudante Júlia de Fátima, 10 anos, que teve uma queda de pressão e desmaiou no ônibus, são recebidos na mesma hora. “Graças a Deus que atenderam ela assim que chegamos. Se fosse em outro lugar iria demorar bastante”, disse o barman Fabiano de Figueiredo, 38, acompanhante e pai de Júlia.

De acordo com a gestora clínica da Upinha, Jussara Medeiros, o problema que os funcionários estão enfrentando nesse primeiro dia é o desconhecimento da população quanto aos serviços oferecidos e ao funcionamento do estabelecimento. 

“Muita gente pensa que, por conta da estrutura, nós cuidamos de todos os casos de emergência, mas não é assim. Nós não temos, por exemplo, raio-X. O que temos aqui é o odontológico, então, fraturas só nas UPAs”, diz. 

Jussara complementa informando que casos emergenciais que devem ser tratados em outros lugares mas estão chegando na upinha, são atendidos e depois encaminhados para a clínica ou UPA responsável pelo serviço, onde será terminado o tratamento.

“Nós estamos informando a população, que chega aqui sem saber que tem que ser morador do distrito cadastrado e que aqui é uma Unidade de Saúde da Família com horário estendido. Aos poucos eles irão se informando e já se encaminharão para os lugares certos, facilitando o atendimento”, explica.


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias