EVENTO

Quatro homens e um caixão atraem curiosos na Praça da Independência

Artistas catalães do grupo Encara Farem Salat fizeram a performance de abertura do Festival de Circo do Brasil

Eugênia Bezerra
Eugênia Bezerra
Publicado em 01/11/2012 às 14:40
Eugênia Bezerra/Especial para o JC Imagem
Artistas catalães do grupo Encara Farem Salat fizeram a performance de abertura do Festival de Circo do Brasil - Eugênia Bezerra/Especial para o JC Imagem
Leitura:

O público que passava na movimentada Praça da Independência, na manhã desta quinta-feira (1/11), presenciou uma cena inusitada. O que estariam fazendo por ali quatro homens usando fraque e cartola, no calor que fazia por volta das 11h, carregando um caixão? Os "coveiros" eram, na verdade, os integrantes do Encara Farem Salat. O grupo catalão apresentou no local a performance Hummortal – a funereal street show, primeira atração do Festival de Circo do Brasil em 2012.

Os artistas atraíram olhares curiosos, fizeram a plateia rir bastante e até escolheram duas pessoas para participar do número. Uma delas foi a universitária Daniele Pontes. "Não sabia que ia ter esta apresentação aqui. Mas gostei da experiência, gosto de participar dessas coisas, acho interessante. Queria ter tempo de ir para outras apresentações", afirmou.

Hummortal – a funereal street show trata da morte com muito humor. "Achei que eles (as pessoas do público) estavam um pouco tímidos, mas acho que foi tudo bem", afirmou um dos integrantes do grupo, o catalão David Berga. "Mesmo sendo um tema delicado, a morte, as pessoas logo sentem a energia do clown. Claro que sempre pode ter alguém que fica mais sensível porque morreu alguém próximo há poucos dias, ou um supersticioso na plateia", completou o artista, falando sobre como costuma ser a recepção das pessoas a esta performance que eles apresentam há cinco anos.

David também falou sobre as características do humor catalão: "Creio que o humor catalão é mais irônico, absurdo. Nós gostamos do humor inglês, de coisas como Monty Python, que eu acho que os espanhóis não desfrutam tanto".

O público pode ter ficado tímido para participar das brincadeiras, mas riu bastante. Alguns registraram a performance com câmeras e celulares. O comerciário João Batista gostou tanto do espetáculo que foi até a van tirar uma foto com os artistas. "Gostei muito, estou aqui desde o início da apresentação", afirmou empolgado.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias