Teatro

h(EU)stória entra em cartaz no Hermilo Borba Filho

Peça é encenada até domingo (12), às 20h. Montagem reconta a trajetória de vida e obra de Glauber Rocha

Mateus Araújo
Mateus Araújo
Publicado em 10/10/2014 às 11:37
Divulgação
Peça é encenada até domingo (12), às 20h. Montagem reconta a trajetória de vida e obra de Glauber Rocha - FOTO: Divulgação
Leitura:

Vencedor do troféu de Melhor Espetáculo do Prêmio Apacepe deste ano, h(EU)stória – o tempo em transe se mostrou não só uma grande revelação das artes cênicas do Estado em 2013, como também um trabalho fundamental dos nossos palcos, justamente no ano em que o Brasil relembra os 50 anos do Golpe Militar. A peça, que reconta a trajetória de vida e de engajamento político do cineasta Glauber Rocha está em curta temporada, até domingo, no Teatro Hermilo Borba Filho, sempre às 20h. 

O enredo da peça é narrado em primeira pessoa, e foi escrito a partir das correspondências trocadas por Glauber com Jomard Muniz de Britto e Miguel Arraes. É um teatro histórico, que reergue nossa memória e identidade nacional usando como personagem central este que foi um dos nossos mais ousados e célebres cineastas. 

h(EU)stória é construído numa estética evidentemente brechtiana, como aquele teatro pensado pelo Movimento de Cultura Popular: arte que educa, provoca e faz a plateia pensar de maneira didática. Embora com poucos recursos financeiros, a peça se resolve muito bem com o texto e os elementos cenográficos que exploram as plataformas multimídias, com vídeos e projeções. Além disso, a montagem tem uma excelente trilha sonora, que costura as interpretações dos atores Junior Aguiar e Márcio Fecher e comove a plateia de tal maneira que a quarta parede inexiste, desde a primeira fala dita no palco.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias