FIG 2018

MPPE requere volta da peça sobre Jesus com atriz trans ao FIG

Monólogo da atriz Renata Carvalho, O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu foi retirado da programação oficial

Eugênia Bezerra
Eugênia Bezerra
Publicado em 24/07/2018 às 14:21
Leonardo Pastor/Divulgação
Monólogo da atriz Renata Carvalho, O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu foi retirado da programação oficial - FOTO: Leonardo Pastor/Divulgação
Leitura:

Há um novo recurso na Justiça para que o monólogo O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu volte a fazer parte da programação oficial do Festival de Inverno de Garanhuns 2018 (FIG). O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) requere a tutela provisória de urgência para que seja determinada a inclusão, em 24 horas, a peça sobre Jesus encenada pela atriz Renata de Carvalho entre as atrações do evento.

O espetáculo, que foi selecionado pela comissão curatorial do FIG, foi retirado da programação pelo Governo de Pernambuco após manifestações do prefeito da cidade, da Câmara Municipal e da Diocese de Garanhuns.

O MPPE já tinha ingressado com uma ação civil pública, requerendo a condenação do Estado e do Município pela prática de discriminação "contra a população homoafetiva, especialmente transexuais, e da violação do seu dever de garantidores de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, condenando-os ao pagamento de indenização por danos morais coletivos a sar revertida em campanhas contra a discriminação da população homoafetiva, especialmente dos transexuais".

No texto do MPPE destaca-se a "defesa do direito difuso a um Estado e a um Município garantidores de uma sociedade fraterna, pluralista e sem preconceitos, como previso pelo constituinte já no preâmbulo da Constituição Federal, e que não se submetam a qualquer tipo de discriminação".

Garanhuns

A apresentação estava inicialmente prevista para a quinta-feira (26/7), em uma sessão que começaria às 23h, destinada para o público adulto. O MPPE requere que estas características sejam mantidas e que o Estado e o Município "diligenciem para estimular o diálogo entre os produtores da peça e os demais parceiros e a população em geral, desfazendo mal-entendidos e preconceitos, e garantindo a segurança necessária à referida apresentação".

Artistas se articularam para garantir a apresentação de O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu durante o Festival de Inverno de Garanhuns, em espaço alternativo. Diversos artistas se pronunciaram sobre o ocorrido, como a cantora Daniela Mercury, que criticou durante seu show na cidade a retirada do espetáculo da programação.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias