Palco

Peça 'Quanto Mais Eu Vou, Eu Fico' entra em cartaz no Barreto Júnior

Na montagem, três atrizes pernambucanas falam sobre sonhos e dificuldades

Márcio Bastos
Márcio Bastos
Publicado em 02/04/2019 às 18:56
Lucas Leônidas/Divulgação
Na montagem, três atrizes pernambucanas falam sobre sonhos e dificuldades - FOTO: Lucas Leônidas/Divulgação
Leitura:

A busca pelo sonho de se realizar artisticamente no Sudeste do País, onde concentram-se as maiores redes de televisão e produtoras do País, move muitos jovens de diferentes regiões. Foi o caso de Bruna Castiel, Maria Laura Catão e Endi Vasconcelos, que saíram de Pernambuco para estudar e trabalhar no Rio de Janeiro. A jornada de altos e baixos é contada poeticamente na peça Quanto Mais Eu Vou, Eu Fico, que cumpre temporada a partir de sexta-feira (5), às 20h, no Teatro Barreto Júnior.

Desmistificar uma ideia de Nordeste em tons pastel, como um lugar ligado ao atraso, também permeia o trabalho. Assim, obras de Portinari projetadas sobre as atrizes, que não mais saem em busca do sonho em paus-de-arara, mas em aviões, registram suas experiências em smartphones, acentuam as contradições.

REFLEXÕES

“O projeto é uma comunhão de pessoas que amam muito o que fazem e que querem cutucar, refletir, falar de identidade e preconceito. Mas, também trazer alegria, leveza, sensibilidade, doçura, mesmo com um tema pesado. Ao longo do tempo, o nordestino se tornou um pouco uma alegoria. Mas, hoje, temos artistas que estão em um movimento muito forte ligado à nossa identidade, de mostrar a cara do Pernambuco contemporâneo”, reflete Bruna.

'Quanto Mais Eu Vou, Eu Fico' conta ainda com  direção de Samuel Santos, direção musical de Juliano Holanda, músicas de Thiago Martins e Zé Barreto, além da canção inédita Cinemascópio, de Marcello Rangel.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias