Arte Contemporânea

Uma festa para celebrar os 10 anos do SPA

Evento toma conta do Recife a partir do próximo domingo, e se estende por uma semana em polos descentralizados

Diana Moura
Diana Moura
Publicado em 07/09/2011 às 8:00
Foto: AFP
O urso de pelúcia disse que "era melhor ser judeu para trabalhar neste lugar" - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

Este ano, a Semana de Artes Visuais do Recife (SPA das Artes) comera sua décima edição. Para celebrar o feito, a Secretaria de Cultura do Recife, aliada a inúmeros parceiros, decidiu bancar uma festa à altura. O SPA vai ter shows, exposições, intervenções urbanas, debates, lançamentos de livro e uma feira de arte. E, se essa maratona de projetos acontece todos os anos, em 2011 ela ganha mais consistência, resultado de uma melhor articulação entre as diversas propostas presentes na Semana de Artes.

Como todo evento longevo, o SPA atravessou uma crise nos últimos anos. Por isso, a nova equipe organizadora do evento partiu de uma reflexão sobre os incômodos de edições passadas para projetar a versão 2011. De acordo com Beth da Matta, que divide com Bruna Pedrosa a coordenadoria-geral, uma das questões a que elas ficaram mais atentas foi uma certa angústia, por parte dos organizadores, de algumas intervenções urbanas não serem compreendidas pelo público que transita pela cidade – e que, por não esperar uma ação artística em determinado local, não entendia o que se passava.

“Uma das soluções encontradas foi criar núcleos onde as ações passam a se desenvolver, mas sem perder o caráter descentralizado do SPA”, comenta Beth. Esses polos são o Parque Dona Lindu (Zona Sul), o Mamam no Pátio/Pátio de São Pedro (Centro) e o Museu Murillo La Greca. (Zona Norte) e seus entornos, onde acontecem as mostras dos artistas selecionados. “Embora a programação permaneça descentralizada, ela está concentrada nestes polos, que criam uma rede de instituições interligadas”, destaca a organizadora.

Além da programação bancada pela Prefeitura do Recife, com patrocínio da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco (Fundarpe) e apoio da Fundação Joaquim Nabuco, Ministério da Cultura, galeria Bcúbico e Cult Hotel, o SPA ainda conta com o Spam (nas galerias Mariana Moura e Mau Mau), com aberturas de exposições nas galerias Amparo 60 e Dumaresq e o lançamento da ReviSPA.

Entre as novidades deste ano estão a criação do TranSPA (vans que interligam os polos de atividades), a Desvenda (feira de arte que surgiu em Porto Alegre e acontece no Recife, no Museu Murillo La Greca, com 64 participantes), o Canal Contemporâneo (site de divulgação das artes plásticas no País, que também se muda para a cidade e cobre toda a programação), a feira Moda Vintage (com roupas, acessórios, objetos de desing, móveis, vinis e livros garimpados por experts no assunto, também no Murillo La Greca).

A abertura do evento acontece no Museu Murillo La Greca, no próximo domingo (11/9), com a Desvenda, a feira de moda e o lançamento da ReviSPA. O encerramento é no domingo seguinte (18/9), no Parque Dona Lindu, com shows das bandas Caravana do Delírio, Raybans e Muzambo.

Leia matéria completa no Caderno C desta quarta-feira (7/9), no Jornal do Commercio.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias