FOTOGRAFIA

Fred Jordão destaca tradições populares em exposição fotográfica

Formada por 24 imagens, a mostra ?Carnaval de rua? está na Arte Plural Galeria

Eugênia Bezerra
Eugênia Bezerra
Publicado em 03/01/2013 às 6:00
Fred Jordão/Divulgação
Fred Jordão/Divulgação
Leitura:

"Para ser folião é preciso encontrar a habilidade de falar com o corpo, e nele depositar cor, forma, volume, movimento; e, em especial, ter uma alegria poética, sensual e sexual; e também cômica e dramática. Isso é a fantasia. E a invasão do personagem na pessoa", afirma Raul Lody em um dos parágrafos do texto O sonho da folia. As palavras escritas pelo antropólogo e folião fazem companhia às imagens do fotógrafo Fred Jordão no catálogo da mostra Carnaval de rua. A exposição reúne 24 imagens de pessoas envolvidas em maracatus e bois, por exemplo, e será inaugurada nesta quinta-feira (3/1), às 19h, na Arte Plural Galeria.

Fred tem uma experiência de 20 anos trabalhando na cobertura do Carnaval de Pernambuco, mas as fotos mostradas nesta exposição são fruto de outra vivência. "Depois de muito tempo fotografando para revistas, jornais e blogs durante o Carnaval, fui cansando um pouco. Nos últimos anos, todo o interesse deles era para os grandes shows, fiquei cansado e desisti. Mas o vício do fotógrafo ficou. Peguei uma câmera simples, com uma lente só, botei em uma bolsa, saí para o Carnaval e lógico que não fui para os shows. Comecei fotografando sem nenhum compromisso e gostei do resultado, as fotos têm algo mais experimental. Meu trabalho sempre foi documental, mas pode ter um pouco de experimento. Comecei a fazer uma reflexão sobre como esse tipo de manifestação é uma coisa que só a gente tem. Quando comecei a brincar Carnaval, a gente dizia: 'Quero ver o Eu acho é pouco!', 'Quero ver o desfile da Ceroula', 'O encontro de maracatus...'. Hoje, muita gente diz quero ver o show de fulano de tal. Está se perdendo um pouco dessa outra coisa", afirma o fotógrafo.

"Não tenho absolutamente nada contra os shows. Sou de uma geração que achava que a gente precisava incluir outros ritmos também. Gosto dos shows, mas acho que a gente passou disso para esquecer um pouco desse outro lado. O shows podem acontecer em outro lugar com a mesma programação do Carnaval no palco, mas não pode ter essas outras coisas que a gente tem aqui", continua.

Fred Jordão/Divulgação
Gola de Maracatu - Fred Jordão/Divulgação
Fred Jordão/Divulgação
Boi Pavão - Fred Jordão/Divulgação
Fred Jordão/Divulgação
Urso Treloso da Torre - Fred Jordão/Divulgação
Fred Jordão/Divulgação
Parte do tríptico com fotos do Bloco Batutas de São José - Fred Jordão/Divulgação
Fred Jordão/Divulgação
Parte da série "Roda de saia" - Fred Jordão/Divulgação
Fred Jordão/Divulgação
Trecho da série "Sombras do frevo", homenagem de Fred Jordão à clássica foto de Alexandre Berzin - Fred Jordão/Divulgação
Fred Jordão/Divulgação
Urso Cangaçá - Fred Jordão/Divulgação

O texto completo está no Caderno C desta quinta-feira (3/1), no Jornal do Commercio.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias