Reconhecimento

Raul Córdula é eleito o crítico do ano

Artista radicado em Olinda foi escolhido na mesma premiação que contemplou Brennand com a exposição do ano

JC Online
JC Online
Publicado em 28/04/2017 às 14:01
Ricardo B. Labastier/JC IMAGEM
Artista radicado em Olinda foi escolhido na mesma premiação que contemplou Brennand com a exposição do ano - FOTO: Ricardo B. Labastier/JC IMAGEM
Leitura:

Paraibano radicado em Olinda e um dos primeiros artistas contemporâneos do País, o também crítico de arte Raul Córdula ganhou o prêmio de melhor contribuição crítica às artes visuais no ano passado na premiação anual da Associação Brasileira dos Cíticos de Arte. O artista pernambucano Francisco Brennand também foi premiado na categoria de Melhor Exposição do ano passado, na mostra retrospectiva de sua obra curada por Emanoel Araújo para o centro Santander Cultural, em Porto Alegre.

Paraibano radicado em Olinda e um dos primeiros artistas contemporâneos do País, o também crítico de arte Raul Córdula ganhou o prêmio de melhor contribuição crítica às artes visuais no ano passado na premiação anual da Associação Brasileira dos Cíticos de Arte. O artista pernambucano Francisco Brennand também foi premiado na categoria de Melhor Exposição do ano passado, na mostra retrospectiva de sua obra curada por Emanoel Araújo para o centro Santander Cultural, em Porto Alegre.

A premiação anual contempla dez categorias que apontam os destaques do cenário das artes visuais que mais contribuíram para a cultura nacional em 2016. Os prêmios são atribuídos pelo resultado da votação de cerca de 150 associados, em escala nacional. A ABCA criada em 1949, é a mais antiga associação brasileira de profissionais das artes visuais. Sua fundação, no Rio de Janeiro, foi liderada pelos críticos Sérgio Milliet, seu primeiro presidente, Mário Barata, Antonio Bento e Mário Pedrosa, entre outros, atualmente, é presidida por Maria Amelia Bulhões.

A LISTA TOTAL DE VENCEDORES:


Prêmio Gonzaga Duque (crítico associado pela atuação durante o ano) Raul Córdula
Prêmio Sérgio Milliet (crítico por pesquisa publicada)
Mirian de Carvalho: A brasilidade na pintura de César Romero. Salvador: Expoart, 2016.
Prêmio Mario Pedrosa (artista contemporâneo)
José Rufino
Prêmio Ciccillo Matarazzo (personalidade atuante no meio artístico) Justo Werlang
Prêmio Mário de Andrade (crítico de arte pela trajetória – filiado ou não)
Tadeu Chiarelli
Prêmio Clarival do Prado Valladares (artista pela trajetória) Abraham Palatnik
Prêmio Maria Eugênia Franco (curadoria pela exposição) Fernando Cocchiarale e Fernanda Lopes pela curadoria da mostra “Em Polvorosa – um panorama das coleções MAM Rio”, no Museu de Arte Moderna do Rio de Janeiro
Prêmio Rodrigo Mello Franco de Andrade (instituição pela programação e atividade no campo da arte)
Serviço Social do Comércio (SESC) - Brasil
Prêmio Paulo Mendes de Almeida (melhor exposição)
Francisco Brennand – Senhor da várzea, da argila e do fogo, realizada pelo Santander Cultural, em Porto Alegre
Prêmio Antônio Bento (difusão das artes visuais na mídia)
Caderno Ilustrada / Folha de S.Paulo /Silas Marti
DESTAQUES
Giselle Beiguelmann
Antonio Carelli
Exposição Lasar Segal realizada pelo Museu Lasar Segall e Pinakotheke Cultural
HOMENAGENS
Maria Helena Andres
Juarez Paraíso
Gontran Guanaes Netto

 

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias