festival de cannes

Paris de Woody Allen é uma festa

Sem a aguardada presença da primeira dama Carla Bruno, filme rendeu homenagem à Cidade Luz

Flávia de Gusmão
Flávia de Gusmão
Publicado em 12/05/2011 às 9:01
Foto: Sílvio Menezes/JC
FOTO: Foto: Sílvio Menezes/JC
Leitura:

Woody Allen é um dos maiores habitués da história do Festival de Cannes. Quando ele não está competindo – como no ano passado, com Você vai conhecer o homem dos seus sonhos – seu projeto da temporada vai às sessões de abertura ou fechamento. Em 2002, ele baixou as cortinas do Palais com Dirigindo no escuro. Este ano, o delicioso Meia-noite em Paris teve a honra de abrir os serviços da 64a edição do festival de cinema mais prestigiado do mundo.

A primeira sessão para a imprensa na Sala Debussy do Palais, na manhã desta quarta-feira, foi disputadíssima. A concorrida coletiva para a imprensa mundial logo após a sessão foi um pesadelo. Este ano, o grosso dos jornalistas – os profissionais que usam os crachás rosa, azul e amarelo tiveram que se contentar em ver as entrevistas pelos aparelhos de TVs colocados em frente ao espaço ou nas áreas da imprensa. Todos estavam lá para saber de Woody Allen mais algumas palavras sobre seu amor por Paris.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias