Incentivo

Roteiro de filme pernambucano recebe 50 mil euros em Cannes

Financiamento é resultado de um prêmio que envolve a Ancine e o governo italiano

AD Luna
AD Luna
Publicado em 18/05/2011 às 6:05
Isabella Valle/JC Imagem
Financiamento é resultado de um prêmio que envolve a Ancine e o governo italiano - FOTO: Isabella Valle/JC Imagem
Leitura:

Rossellini amou a Pensão de Dona Bombom, filme com direção do pernambucano Paulo Caldas e baseado no livro homônimo de Cícero Belmar recebeu importante incentivo, ontem, no festival de cinema de Cannes. O roteiro, escrito por Amin Steple, ganhou 50 mil euros de um prêmio criado a partir de uma parceria entre a Ancine (Agência Nacional do Cinema), Ministério de Bens e Atividades Culturais da Itália e a Fundação Centro Experimental de Cinematografia desse país.

"Com esse importante incentivo e a divulgação natural gerada pela repercussão, teremos mais condições de buscar mais recursos. Vai diminuir bastante as dificuldades", festeja Paulo Caldas. O diretor de O baile perfumado relata que durante a leitura do livro, ideias sobre cenas, planos, ritmos e sons iam surgindo em sua cabeça. "Quando terminei de lê-lo, procurei Amin Steple, que escrevera a sua apresentação. Ele, então, apresentou-me a Belmar e há um ano estamos trabalhando em cima desse projeto".

Como não poderia deixar de ser, o roteirista Amin Steple e o escritor Cícero Belmar receberam a notícia com alegria. "É um reconhecimento ao livro. Torço para que Paulo Caldas realize um ótimo trabalho", afirma Belmar. O livro Rossellini amou a Pensão de Dona Bombom recria, ficcionalmente, a viagem que o cineasta italiano fez ao Recife, em 1958. A obra ganhou prêmios da Academia Pernambucana de Letras e da Fundação de Cultura Cidade do Recife.

Leia matéria completa na edição desta quarta-feira (18/5), no Caderno C do Jornal do Commercio.

 

Últimas notícias