Cinema

Festival de Gramado anuncia mudanças e selecionados

Dentre as novidades estão a volta da exibição dos curtas gaúchos no Palácio dos Festivais, a oferta de ingressos a preços populares para as sessões dos longas em competição

Juliana Regis
Juliana Regis
Publicado em 05/07/2012 às 11:11
Leitura:

O Festival de Cinema de Gramado, que comemora seu 40º aniversário e será realizado de 10 a 18 de agosto, divulgou na última quarta-feira (4) a lista de concorrentes em suas quatro mostras competitivas: longa-metragem brasileiro, com sete filmes; longa estrangeiro, também com sete concorrentes; curta-metragem brasileiro, com 14 concorrentes; e curta gaúcho, com 21.

Esta será uma edição simbólica do festival. Além de completar 40 edições ininterruptas, o evento passa por mudanças estruturais. Gramado está sob o comando da nova coordenadora Rosa Helena Volk Secretária de Turismo de Gramado, e a curadoria agora fica a cargo de Rubens Ewald Filho, José Wilker e Marcos Santuário. Para Rosa, além de celebração, esta edição do festival tem como destaque a renovação. Para isso, a coordenação do evento traz novas propostas como a volta da exibição dos curtas gaúchos no Palácio dos Festivais, a oferta de ingressos a preços populares para as sessões dos longas em competição. A premiação em dinheiro é um dos maiores destaque da nova fase. Serão distribuídos R$ 350 mil em dez categorias. O melhor filme nacional leva R$ 120 mil e o melhor longa estrangeiro, R$ 80 mil. Outra mudança é a forma de fiscalização dos contratos firmados. A partir de agora, o Conselho Gestor de Eventos de Gramado cuidará do assunto enquanto a produtora UM Cultural, ao lado de diversas entidades cinematográficas, cuidará do planejamento do evento.

De volta à programação, a lista de homenageados inclui o Troféu Oscarito para a atriz Betty Faria, Kikito de Cristal para o diretor argentino Juan José Campanella, Troféu Eduardo Abelin para Arnaldo Jabor e Troféu Cidade de Gramado para Eva Wilma. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

FILMES

BRASILEIROS

- "Super Nada", de Rubens Rewald

- "Insônia", de Beto Souza

- "O que se Move", de C. Gotardo

- "Futuro do Pretérito: Tropicalismo Now!", de Ninho Moraes e Francisco César Filho

- "Eu Não Faço a Menor Ideia do Que Eu Tô Fazendo com a Minha Vida", de Matheus Souza

- "O Som ao Redor", de Kleber Mendonça Filho

- "Colegas", de Marcelo Galvão

- "Jorge Mautner - O Filho do Holocausto", de Pedro Bial e Heitor D’Alincourt

MOSTRA LATINA

- "Vinci", de E. Rodriguez (Cuba)

- "Artigas, La Redota", de César Charlone (Uruguai)

- "Leontina", de B. Peters (Chile)

- "Diez Veces Venceremos", de Cristian Jure (Argentina)

- "Calafate-Zoológicos Humanos", de Hans Mulchi Bremer (Chile)

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias