censura

Filme pernambucano é censurado em festival de cinema na China

O som ao redor estava selecionado para o 4º Festival de Cinema Brasileiro da China

Ernesto Barros
Ernesto Barros
Publicado em 13/08/2013 às 7:04
Foto: Divulgação
O som ao redor estava selecionado para o 4º Festival de Cinema Brasileiro da China - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

GRAMADO – A premiada produção pernambucana O som ao redor está entre os quatro filmes vetados pelo governo da China para a programação do 4º Festival de Cinema Brasileiro da China.

“O filme foi aprovado numa primeira exibição, mas depois recebi um e-mail em que a curadora pedia desculpas porque o filme teria sido vetado pela censura”, explicou esta segunda (12), em Gramado, o cineasta pernambucano Kleber Mendonça Filho sobre o veto a O som ao redor.

Kleber, que faz parte do Júri do 41º Festival de Gramado, tomou um susto com a notícia, mas já havia decidido que não iria acompanhar a possível exibição do filme. “Eu já havia recebido as passagens, mas não iria acompanhar o filme. Pelo que vi, sobraram os filmes inofensivos”, disse, sem lamentar.

Ainda foram cortados os filmes Chamada a cobra, de Anna Muylaert; Rânia, de Roberta Marques; e O que se move, de Caetano Gotardo. O festival acontece entre os dias 5 e 15 de setembro nas cidades de Pequim e Xangai. A abertura será com Gonzaga - De pai pra filho, com a presença do diretor Breno Silveira.

veja trailer do filme

BRASÍLIA - Pela manhã, a cineasta pernambucana Renata Pinheiro, que está em Gramado na comitiva do filme Tatuagem, no qual ela faz a direção de arte, recebeu uma ótima notícia.

Seu primeiro longa-metragem de ficção, Amor, plástico e barulho foi convidado para a Competição do Festival de Brasília, em substituição ao desistente A estrada 47 (A montanha), de Vicente Ferraz.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias