Lançamento

Novo Star Wars: 'confuso' e 'megalomaníaco', segundo jornal do Vaticano

Jornal critica o fato de que o longa está sujeito às 'modas do momento e a um público mais acostumado à tela do computador do que a de salas de cinema'

Giovanna Torreão
Giovanna Torreão
Publicado em 17/12/2015 às 19:08
Foto: Divulgação
Jornal critica o fato de que o longa está sujeito às 'modas do momento e a um público mais acostumado à tela do computador do que a de salas de cinema' - Foto: Divulgação
Leitura:

A estreia do novo episódio de "Star Wars" é um filme "confuso", que se limita a "imitar as decisões do passado" e que reflete uma "megalomania conceitual", segundo o L' Osservatore Romano, jornal semi-oficial do Vaticano, em edição que será publicada na sexta-feira (18). O jornal também critica o fato de que "O despertar da força" estar sujeito às "modas do momento e a um público mais acostumado à tela do computador do que a de salas de cinema".

Se a primeira trilogia era "suficientemente sólida" e se beneficiava de um "potencial icônico, inclusive arquétipo", isto "já não existe" no sétimo episódio, que estreou esta semana em meio a uma grande expectativa mundial, analisa Emilio Ranzato, do L' Osservatore Romano. Para este crítico, a história está perdendo seu "alento épico" e o pior do filme seria a "representação do mal".

Ao orquestrar uma competição entre os personagens de Darth Vader e o imperador Palpatine, "querem reforçar demais o lado negro, e o resultado é muito ruim", insiste. Além disso, a referência aos sistemas totalitários existentes é tão "acentuada" que beira o "mau gosto", prossegue.  "O despertar da força" estreou na quarta-feira em vários países. Seus fãs esperaram por 10 anos um novo episódio da saga criada por George Lucas.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias