CINEMA

Star Wars: Episódio VII - O Despertar da Força agrada aos fãs

Pré-estreia mobilizou milhares de pernambucanos na madrugada desta quinta-feira (16/12)

Ernesto Barros
Ernesto Barros
Publicado em 17/12/2015 às 4:32
Lucasfilm/Divulgação
Pré-estreia mobilizou milhares de pernambucanos na madrugada desta quinta-feira (16/12) - FOTO: Lucasfilm/Divulgação
Leitura:

Nos últimos dois dias, o mundo do cinema viveu horas de emoção como nunca havia acontecido em sua história de 120 anos. Em várias partes do planeta, milhões de espectadores foram levados para uma uma galáxia muito distante com a pré-estreia de Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força.

No Recife e Região Metropolitana, milhares de pernambucanos saíram de suas casas – muitos vestidos como os personagens da saga criada por George Lucas – para participar de uma loucura coletiva, na madrugada desta quinta-feira (17/12) No Kinoplex Shopping Recife, o encontro de gerações – já previsto na nova trama dirgida por J.J. Abrams – também era evidenciado.


O engenheiro agrônomo Mário Castro e a biólogaValma, que assistiram no cinema a trilogia clássica, levaram os filhos Felipe e Lucas para partilharem uma velha emoção. “Eu disse para eles que eu assisti à primeira trilogia na mesma idade deles, de 10 para 11 anos. E eles curtem Star Wars adoidado, talvez mais do eu”, afirmou .

Além do Kinoplex Recife, o Kinoplex Plaza Casa Forte e o Cinemark RioMar reuniram uma legião de fãs que se vestiram à carater para assistir à primeira sessão do filme. Vestido como Darth Vader, o estudante de engenharia Yago Fillizola, que conhece o personagem desde criança, não tinha palavras para descrever a expectativa de assistir ao novo filme. “Eu vi com o meu pai, mas ele não pôde vir hoje”, explicou.

Diante de uma base de fãs tão numerosa e impossível de quantificar, Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força foi feito justamente para nenhum deles sair reclamando do cinema. A continuação da histórias de Uma Nova Esperança, O Império Contra-ataca e Retorno de Jedi, quase não se diferencia do estilo dos três filmes.

E, mais importante, Han Solo (Harrison Ford), Leia Organa (Carrie Fisher) e Luke Skywalker (Mark Hammil) estão de volta e contracenam com uma nova geração de personagens, um deles sendo filho de Han Solo e Leia – e neto de Darth Vader - , que também foi seduzido pelo lado negro da força.

Kylo Ren (Adam Driver), quase uma réplica do avô, a catadora de sucata Rey (Daisy Ridley) e o soldado desertor Finn (John Boyega) dominam boa parte do filme. Eles se veem envolvido em mais uma ameaça de um nova facção do imperio, que ganhou força depois que Luke é dado como desaparecido.

Embora o filme traga várias surpresas – algumas muito dolorosas - , ele se assemelha aos principais cnceitos veicuados em Uma Nova Esperança e O Império Contra-ataca, inclusive uma nova estação espacial, a Starkiller – que será que eliminada pela resistência (uma nova maneira de dizer rebeldes).

Na saída do Kinplex Plaza Casa Forte, o cineasta pernambucano Daniel Aragão, aprovou as ideias de J.J. Abrams. “Ele trabalha com a suspensão em todas as instâncias, do marketing ao conhecimento que já temos da históira. Ele fizeram o filme com consciência plena de tudo”, resumiu.

A partir desta quinta-feira (17/12), Star Wars: Episódio VII – O Despertar da Força está em exibição em mais de mil salas de cinemas em todo o País.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias