CINEMA

Rogue One revisita os primórdios da saga Star Wars

Filme tem pré-estreia à meia-noite desta quarta-feira (14/12)

Ernesto Barros
Ernesto Barros
Publicado em 15/12/2016 às 6:00
Lucasfilm/Divulgação
Filme tem pré-estreia à meia-noite desta quarta-feira (14/12) - FOTO: Lucasfilm/Divulgação
Leitura:

Desde que a Disney comprou a Lucasfilm – num acordo financeiro que botou US$ 4 bilhões (mais de R$ 13 bilhões) na conta de George Lucas –, os nostálgicos fãs de Star Wars perderam a ansiedade. Nas pegadas de O Despertar da Força, o sétimo capítulo da saga, exibido no ano passado, agora a vez é de Rogue One – Uma História Star Wars, em pré-estreia à meia-noite desta quarta-feira (14/12) em várias cidades brasileiras.

Pela primeira vez, o universo criado por George Lucas se expande para clarear alguns pontos obscuros de sua gênese. A trama, arquitetada para acariciar o coração dos fãs mais antigos aos mais novos, desenrola-se antes dos eventos de Star Wars: Uma Nova Esperança, de 1977, como se ainda não tivéssemos a mínima ideia quem são Luke Skywalker, Han Solo, a Princesa Leia, Yoda e Obi-Wan Kenobi. 

HEROÍNA

Em Rogue One, dirigido pelo inglês Gareth Edwards (Godzilla), a história acompanha um bando que se envolve na busca da Aliança Rebelde pelos planos da Estrela da Morte. Assim como o recente O Despertar da Força, uma mulher assume o centro de gravidade do filme: Jyn Erso, antes de se transformar em líder rebelde, se apresenta como uma jovem ladra de temperamento impetuoso e intempestivo. A inglesa Felicity Jones, indicada ao Oscar de Melhor Atriz, no ano passado, por A Teoria de Tudo, foi a escolhida viver o personagem. 

Jyn Erso, claro, não é uma figura qualquer. Sua importância aumenta pelo segredo que carrega: ela é filha de Gale Erson (o dinamarquês Mads Mikkelsen, da série Hannibal), o engenheiro que construiu a Estrela da Morte. Até Darth Vader, com a voz original de James Earl Jones, tem uma pequena participação no filme.

NOVOS PERSONAGENS

A nova galeria dos personagens do universo Star Wars cresceu ainda mais. Cassian Andro (o mexicano Diego Luna) é um oficial rebelde que lidera o grupo que vai atrás dos planos da Estrela da Morte. Assim como Luke Skywalker, ele é dono de um androide abusado, K-2SO, que pertenceu ao Império.

Ainda entre os rebeldes, um dos destaques é o espadachim cego Chirrut Inwe (o chinês Donnie Yen). Apesar de não ser um jedi, ele é espiritualizado e tão bom lutador quanto os cavaleiros do passado (sim, nessa época a força havia sido dizimada pelo Império). Outro é Saw Gerrara (Forest Whitaker), um rebelde entre os rebeldes, que luta com táticas violentas para enfrentar os inimigos.

O vilão de Rogue One é Orson Krennic (Ben Mendelsohn), o homem responsável pela Estrela da Morte e ex-chefe do engenheiro Gale Erson. Nesta quinta-feira (15/12), o filme entra oficialmente em cartaz. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias