Berlinade

Diretora Bárbara Wagner comemora exibição de curta em Berlim

Documentário sobre o brega do Recife teve seis sessões

JC Online
JC Online
Publicado em 21/02/2017 às 19:43
Reprodução / Facebook
Documentário sobre o brega do Recife teve seis sessões - FOTO: Reprodução / Facebook
Leitura:

A fotógrafa e diretora pernambucana Bárbara Wagner comemou, hoje, a exibição de seu documentário, realizado em parceria com Joaquim Burca, Estás vendo coisas, na programação oficial do Festival de Berlim. Em inglês e português, ela agradeceu nas redes sociais:

"Nossa primeira participação num festival internacional foi marcada por seis sessões lotadas e uma excelente recepção do público entre as exibições de mais de 20 curta-metragens em competição. Queremos agradecer a generosidade da equipe da 67a. Berlinale Shorts e parabenizar todos aqueles que trouxeram ótimas discussões para esse festival tão instigante. Berlim nos confirma que não há limites entre as Artes Visuais e o Cinema e que tem muita gente resistindo aos vários golpes contra a democracia em todo o mundo".

BREGA

Um dos destaques da 32ª Bienal de São Paulo, Estás Vendo Coisas retrata o universo da cena brega pernambucana, tendo como mote a indústria de videoclipes do gênero. O curta é filmado no interior de uma casa noturna do Recife. 

Estás vendo coisas / You are seeing things (Teaser). Bárbara Wagner e / and Benjamin de Burca, 2016. from Wagner / de Búrca on Vimeo.

Os trabalhos que compõem a mostra concorrem aos ursos de ouro e prata, assim como o Audi Short Film Award, no valor de 20 mil euros, e uma nomeação ao European Film Awards, na edição 2017 do Berlinare Shorts. 

Confira os indicados:

Altas Cidades de Ossadas, João Salaviza (Portugal)

Avant l'envol, Laurence Bonvin (Suíça)

The Boy from H2, Helen Yanovsky (Israel e Palestina)

Call of Cuteness, Brenda Lien (Alemanha)

Centauro, Nicolás Suárez  (Argentina)

Cidade Pequena, Diogo Costa Amarante (Portugal)

Coup de Grâce, Salomé Lamas  (Portugal)

The Crying Conch, Vincent Toi (Canadá)

Ensueño en la Pradera, Esteban Arrangoiz Julien, México

Estás vendo coisas, Bárbara Wagner & Benjamin de Burca (Brasil)

Everything, David OReilly (EUA e Islândia)

Le film de l'été, Emmanuel Marre (França e Bélgica)

Fishing Is Not Done On Tuesdays, Lukas Marxt & Marcel Odenbach (Alemanha e Áustria)

Fuera de Temporada, Sabrina Campos (Argentina)

Hiwa, Jacqueline Lentzou (Grécia)

Os Humores Artificiais, Gabriel Abrantes (Portugal)

Keep that dream burning, Rainer Kohlberger (Alemanha e Áustria)

Kometen, Victor Lindgren (Suécia)

Martin Pleure, Jonathan Vinel (França)

Miss Holocaust, Michalina Musielak (Polônia e Alemanha)

Monangambeee, Sarah Maldoror (Argélia)

Oh Brother Octopus, Florian Kunert (Alemanha)

The Rabbit Hunt, Patrick Bresnan (EUA e Hungria)

Street of Death, Karam Ghossein (Líbano e Alemanha)

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias