À moda antiga

Duas Garotas Românticas é um clássico de destaque do Festival Varilux

Catherine Deneuve divide cena com sua irmã Françoise Dorléac na graciosa comédia musical de Jacques Demy

Robson Gomes
Robson Gomes
Publicado em 08/06/2017 às 8:30
Foto: Divulgação
Catherine Deneuve divide cena com sua irmã Françoise Dorléac na graciosa comédia musical de Jacques Demy - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Além de poder imergir no sofisticado mundo do cinema francês, o Festival Varilux vai proporcionar, aqui no Recife, a oportunidade de rever um grande clássico da comédia musical que, sem dúvidas, foi referência para muitos longas deste gênero que vemos até os dias atuais: o gracioso filme Duas Garotas Românticas (Les Demoiselles de Rochefort), de 1967, mostra o quanto música, dança e boas histórias podem render um bom espetáculo nas telonas.

Escrito e dirigido por Jacques Demy, a obra protagonizada por Catherine Deneuve e Françoise Dorléac convida o público a conhecer a tranquila, porém pulsante cidade francesa de Rochefort. E lá que vivem as lindas e talentosas irmãs Garnier: Delphine (Deneuve) e Solange (Dorléac). Delphine é professora de dança, enquanto Solange ensina piano. As gêmeas de 25 anos sonham em encontrar um grande amor, assim como os rapazes aventureiros que chegam à cidade e passam a frequentar o bar da família.

Enquanto os dois números de dança iniciais parecem aleatórios no longa, a canção que apresenta a história das irmãs Garnier (que por sinal, também tem o mesmo parentesco na vida real) é bastante cativante. Todo mundo vai sair da sala de cinema cantarolando a melodia sem esquecer que elas “são gêmeas do signo de gêmeos”.

O título em português define exatamente quem elas são no filme. Enquanto Delphine é apaixonada por alguém que ela ainda não conhece, Solange se apaixona à primeira vista, sem saber, por Andy Miller, que também é músico, interpretado por ninguém mais, ninguém menos que Gene Kelly, um ícone dos musicais.

As histórias paralelas também são exploradas de forma interessante, tanto enquanto enredo, como também nas canções. São nesses momentos musicais que conhecemos um pouco mais dos dançarinos viajantes Etienne (George Chakiris) e Bill (Grover Dale), do marinheiro sonhador Maxence (Jacques Perrin), da triste história de amor de Yvonne (Danielle Darrieux) – mãe das gêmeas – e Simon Dame (Michel Piccoli), além de entender o perfil do duvidoso marchand Guillaume (Jacques Riberolles). Além de músicas individuais, há uma sequência em que todos estão no mesmo número, mas em locais diferentes, num interessante medley que junta as histórias e os une em uma só canção.

Entretanto, ao longo de duas horas, o excesso de números musicais faz com que o desfecho das histórias fiquem presos realmente até os minutos finais. E ainda deixa uma aresta muito solta para quem gosta de uma trama “bem amarrada”. Um outro ponto negativo: os atores foram dublados por cantores em todas as canções.

ONDE ENCONTRÁ-LAS?

Duas Garotas Românticas tem exibições programadas no Cinema São Luiz (11/6, 13h30), Cinemark RioMar (10/6, 14h), MovieMark Rosa e Silva (10/6, 18h35 e 11/6, 18h10) e Cinema do Museu (17/6, 20h).

Últimas notícias