premiação

Veja quem são os vencedores do Oscar 2018

O prêmio de Melhor Filme, o mais esperado da noite, foi para A Forma da Água

Amanda Azevedo
Amanda Azevedo
Publicado em 05/03/2018 às 1:56
Foto: KEVIN WINTER / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
O prêmio de Melhor Filme, o mais esperado da noite, foi para A Forma da Água - FOTO: Foto: KEVIN WINTER / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Leitura:

Estes são os vencedores da da 90a. edição do Oscar, a premiação da Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood.

Melhor filme:

"A Forma da Água"

Melhor diretor:

Guillermo del Toro, "A Forma da Água"

Melhor ator:

Gary Oldman, "O destino de uma nação"

Melhor atriz:

Frances McDormand, "Três anúncios para um crime"

Melhor ator coadjuvante:

Sam Rockwell, "Três anúncios para um crime"

Melhor atriz coadjuvante:

Allison Janney, "Eu, Tonya"

Melhor animação:

"Viva - a Vida é uma Festa"

Melhores efeitos visuais:

"Blade Runner 2049"

Melhor roteiro original:

"Corra!"

Melhor roteiro adaptado:

"Me chame pelo seu nome"

Melhor fotografia:

 “Blade Runner 2049”

Melhor edição:

"Dunkirk"

Melhor edição de som:

 “Dunkirk”

Melhor mixagem de som:

"Dunkirk"

Melhor figurino:

"Trama Fantasma"

Melhor maquiagem e cabelo:

"O Destino de Uma Nação"

Melhor trilha sonora:

"A forma da água"

Melhor design de produção:

“A forma da água”

Melhor canção:

"Remenber me" ("Viva - A vida é uma festa")

Melhor documentário:

"Icarus"

Melhor documentário curta:

Heaven Is a Traffic Jam on the 405

Melhor curta:

"The silent Child"

Melhor curta de animação:

“Dear Basketball”

Melhor filme estrangeiro:

"A fantastic woman" (Chile)

Harvey Weinstein na mira

Em seu discurso de abertura da festa no Dolby Theatre em Los Angeles, Jimmy Kimmel, apresentador de talk-show e o mestre de cerimônia do Oscar 2018, fez várias referências ao escândalo que levou o magnata de Hollywood, Harvey Weinstein, a cair em desgraça após dezenas de acusações de assédio sexual. 

"Nós não podemos deixar o mau comportamento aconteça mais, o mundo está nos observando, precisamos dar um exemplo", disse ele. "E a verdade é que, se conseguirmos aqui, se pudermos trabalhar juntos para acabar com o assédio sexual no local de trabalho, se pudermos fazer isso, as mulheres só terão de lidar com o assédio o tempo todo em qualquer outro lugar que forem", ironizou.

Kimmel mencionou vários destaques da festa, incluindo a candidatura do veterano ator Christopher Plummer, 88 anos, por "Todo o dinheiro do mundo", e o recorde de Jordan Peele, primeiro cineasta negro a ser indicado simultaneamente nas categorias de melhor direção, produção e roteiro em seu filme de estréia e grande sucesso "Corra!".

"Se esta noite você é um candidato que não está fazendo história, que pena para você", brincou.

Kimmel destacou o trabalho das campanhas #MeToo e Time's Up contra a má conduta e a desigualdade de gênero, observando que apenas 11% dos filmes são feitos por mulheres.

"No ano em que os homens se equivocaram tanto, as mulheres começaram a sair com peixes", afirmou, referindo-se à "A forma de água".

Tapete colorido no Oscar 2018

O tapete vermelho do Oscar, o primeiro depois do escândalo de assédio sexual na indústria cinematográfica, foi tingido de preto muito menos do que o esperado como forma de protesto, com predominância de tons pálidos e algumas rajadas de cor.

Depois que o negro monopolizou os Globos de Ouro e os Baftas, as estrelas de Hollywood não adotaram um código restrito de traje na maior festa que encerra a temporada anual de prêmios.

Muitas atrizes, inclusive, optaram pelo vermelho e o amarelo, dando mais cores à cerimônia.

A festa teve momento curiosos, quando Kimmel e Gal Gadot, a Mulher Maravilha, junto com outras estrelas, levaram cachorros-quentes e doces na plateia lotada por fãs de cinema que conseguiram um ingresso para acompanhar a cerimônia. Com isso, quiseram agradecer às pessoas que vão ao cinema e que, acima de tudo, são o principais protagonistas do sucesso de Hollywood.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias