José Mayer agora admite que errou e pede desculpa por assédio

Em carta aberta, o ator afirmou que suas 'brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites'

Renato Rocha Miranda/Globo/Divulgação
Em carta aberta, o ator afirmou que suas 'brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites' - FOTO: Renato Rocha Miranda/Globo/Divulgação

O ator José Mayer, acusado na última semana de assédio por uma figurinista, divulgou nesta terça (4/4) uma carta aberta sobre o fato. No texto, ele pede desculpas pelo caso.

“Errei no que fiz, no que falei, e no que pensava. A atitude correta é pedir desculpas. Mas isso só não basta. É preciso um reconhecimento público que faço agora”, escreveu José Mayer. Antes, ele havia dito que a figurinista havia confundido o personagem Tião com o próprio ator.

O texto continua com um mea culpa sobre seus atos, ele mesmo denomina como “machistas. “Mesmo não tendo tido a intenção de ofender, agredir ou desrespeitar, admito que minhas brincadeiras de cunho machista ultrapassaram os limites do respeito com que devo tratar minhas colegas. Sou responsável pelo que faço. Tenho amigas, tenho mulher e filha, e asseguro que de forma alguma tenho a intenção de tratar qualquer mulher com desrespeito; não me sinto superior a ninguém, não sou”, apontou.

“Tristemente, sou sim fruto de uma geração que aprendeu, erradamente, que atitudes machistas, invasivas e abusivas podem ser disfarçadas de brincadeiras ou piadas. Não podem. Não são. Aprendi nos últimos dias o que levei 60 anos sem aprender”, continuou José Mayer.

AFASTADO

A Globo já anunciou que José Mayer, ao contrário do que estava previsto, não estará na próxima novela do canal. O texto da figurinista Susllem Meneguzzi Tonani, divulgado na última sexta, acusa o ator de ter a xingado e tocado suas partes íntimas no ambiente de trabalho.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias