Morre Paulo Celestino Filho, um dos dubladores dos Cavaleiros do Zodíaco

Dublador faleceu nesta terça e seu legado permanece vivo com seus trabalhos televisivos

Foto: Reprodução
Dublador faleceu nesta terça e seu legado permanece vivo com seus trabalhos televisivos - FOTO: Foto: Reprodução

A voz brasileira da Máscara da Morte de Câncer se calou para sempre nesta terça-feira (7). O dublador do personagem do famoso desenho Cavaleiros dos Zodíacos, Paulo Celestino Filho, faleceu de causa ainda não divulgada. 

A notícia foi recebida com grande pesar pelos fãs do programa televisivo, pois Paulo integrava o time de dubladores desde a década de 1990. Antes de assumir definitivamente a voz da Máscara da Morte de Câncer, ele incarnou Jango, chefe da Ilha da Rainha da Morte, e Ohko.

O legado do dublador vai permanecer vivo não apenas pelo episódios que já foram ao ar, mas também pela série Os Cavaleiros do Zodíaco: Alma de Ouro, que deve ser lançada em versão dublada no Brasil no próximo ano.

Outros personagens

A memória televisiva do dublador também faz parte do imaginário dos brasileiros por outros trabalhos. Paulo Celestino Filho  atuou em vários programas nas décadas de 1970 e 1980, como Viva o Gordo! e A praça é nossa!. Também atuou em novelas da rede Globo e SBT.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias