Segunda temporada da série brasileira 3% estreia na Netflix

Michele, Rafael, Joana e Fernando precisam tomar importantes decisões

Pedro Saad/Netflix/Divulgação
Michele, Rafael, Joana e Fernando precisam tomar importantes decisões - FOTO: Pedro Saad/Netflix/Divulgação

A base de fãs que a série 3% começou a arregimentar quando ainda era um piloto disponibilizado na internet cresceu bastante com a estreia dos primeiros episódios na Netflix e, nesta sexta-feira (27/4), a segunda temporada chega à plataforma de streaming em outro patamar. É um pouco maior que a primeira, recebeu mais orçamento e conta com novos atores.

A história é retomada pelo roteirista Pedro Aguilera quando o Processo 105 está prestes a começar e quatro candidatos da seleção anterior precisam tomar importantes decisões. No idílico Maralto, Michele (Bianca Comparato) é recrutada por Ezequiel (João Miguel) para trabalhar com ele, que agora rivaliza com Marcela (Laila Garin), chefe de segurança do privilegiado local. A jovem protagonista é pressionada a agir contra a Causa para ajudar o irmão, que ela reencontra numa situação complicada.

Rafael (Rodolfo Valente) parece mais determinado em dar seguimento à missão que recebeu no Continente, mas também encontrará obstáculos. Para começar, a comunicação entre as duas partes desse mundo pós-catrástofe não é tão fácil quanto eles pensavam. Além disso, o personagem tem dificuldades para chegar ao local onde será realizado o próximo processo seletivo.
Na outra margem da sociedade imaginada na série, o espectador reencontra Joana (Vaneza Oliveira) e Fernando (Michel Gomes).

Ambos desistiram do Processo 104 e retornaram para suas vidas no Continente, mas com algumas diferenças. Desde o início da segunda temporada, Joana, uma das personagens que se destacaram junto ao público, mostra-se disposta a ingressar na Causa e tentar barrar o Processo.

O que ela descobre com o grupo, porém, a faz procurar Rafael. O rapaz também é requisitado por outros jovens, que estão em busca de algumas dicas para enfrentar a seleção pela qual 3% dos candidatos são selecionados para ir morar no Maralto, onde há melhores condições de vida - as gravações ocorreram no Instituto Inhotim (MG), onde as construções estão cercadas por uma bela área verde. O público deve lembrar que cada pessoa tem apenas uma chance de fazer isso, aos 20 anos.

Entre os “orientandos” de Rafael está a esperançosa Glória (Cynthia Senek), amiga de infância dele e uma das novas personagens. Também são apresentados, por exemplo, alguns pioneiros na construção do Maralto, interpretados por Fernanda Vasconcellos, Maria Flor e Silvio Guindane.

Netflix

Em 2017, quando se tornou a atração em língua não-inglesa mais assistida pelos assinantes dos EUA, 3% transformou-se em um dos destaques da internacionalização da empresa ao lado de produções como La Casa de Papel. A primeira produção brasileira original da Netflix ganhou a companhia de O Mecanismo em 2018 e, em breve, o grupo será reforçado pela comédia Samantha!, a série do universo funk Sintonia e Coisa Mais Linda, com referências à bossa nova.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias