FESTA

Flip movimentada antes mesmo da abertura

Evento teve início não oficial na Flipinha e Flipzona e com exposição sobre os dez anos do evento

Diogo Guedes
Diogo Guedes
Publicado em 05/07/2012 às 6:15
Flip/Divulgação
Evento teve início não oficial na Flipinha e Flipzona e com exposição sobre os dez anos do evento - FOTO: Flip/Divulgação
Leitura:

Ainda que fizesse um dia de sol em Parati, no Rio de Janeiro, e que a taxa de ocupação das quase 500 pousadas da cidade fosse quase de 100%, a praia esteve vazia. Turistas e jornalistas de todo o Brasil aproveitaram a tarde da quarta-feira (4/7) para passear pelo Centro Histórico e observar as primeiras movimentações e atrações da Festa Literária Internacional de Paraty (Flip), que começaria oficialmente à noite, com a fala de Luis Fernando Verissimo e conversa entre os críticos e poetas Silviano Santiago e Antonio Cicero.

A grande parte do público de quarta (4/7) durante o dia foram os mais novos. As programações da Flipinha e Flipzona, voltadas, respectivamente, para crianças e jovens, começaram cedo, com mesas, mediações de leitura e encenações. Carlos Drummond de Andrade também foi lembrado, com recitais de seus poemas e até mesmo peças baseadas na sua obra.

Uma das poucas atrações adultas do dia, a abertura da exposição Faces de Drummond, na Casa da Cultura, foi adiada para a quinta (5/7), devido a problemas técnicos – o andar da mostra estava sem luz. Apesar disso, a estrutura da Flip como um todo já estava totalmente preparada, com exposição de fotos contemplando alguns dos principais convidados da história do evento, como Paul Auster, Eric Hobsbawn e até Ariano Suassuna. Alguns escritores também passeavam pela cidade, como o catalão Enrique Vila-Matas e o português José Luís Peixoto. 

Leia a matéria completa no Jornal do Commercio desta quarta (4/7).

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias