INFANTIL

Filig anuncia parte da sua programação

Evento literário vai acontecer em Garanhuns em outubro, mas já tem atividades de formação desde agosto

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 31/07/2014 às 5:45
Leitura:

Um evento completamente voltado para literatura infantil e a formação de leitores. O Festival Internacional de Literatura Infantil (Filig), em Garanhuns, tem sua primeira edição neste ano, com oficinas, palestras e debates. Realizado pela Proa Cultural, o evento terá sua programação principal entre 9 e 12 de outubro deste ano, mas já dá o pontapé inicial em agosto para suas atividades, com oficinas e doação de acervos.
A curadoria é do escritor e professor Antonio Nunes Filho, que já cuidou da programação infantil da Fliporto. Patrocinado pela Ferreira Costa com apoio da Prefeitura de Garanhuns, o evento terá sua primeira oficina de Mediadores de Leitura entre os dias 4 e 8 de agosto – o projeto também inclui a formação de Gestores de Bibliotecas e a doação de 58 kits de leitura para crianças.

“A ideia inicial de todos era fazer algo de caráter mais duradouro. Já existe uma tradição literária na cidade, com atividades para crianças e bibliotecas públicas. O que buscamos é reforçar o que é feito localmente, fazer que as crianças ampliem o interesse pela leitura”, conta Antonio. A doação de acervo, ele explica, é potencializada com mediação de leitura e a gerência de bibliotecas, tudo para culminar na programação literária em outubro, com autores internacionais, brasileiros e pernambucanos – eles participam de oficinas, palestras e leituras.

Dois nomes já foram confirmados. Um é a autora colombiana Irene Vasco. “Ela já atuou em todas as frentes da literatura infantil, da mediação e escrita às políticas públicas”, aponta Antonio. Irene ainda tem obras premiadas, como Conjuros y sortilegos (Feitiços e magias, em tradução livre) e traduziu vários autores brasileiros para o espanhol, como Ana Maria Machado, Marina Colasanti, Moacyr Scliar e Rubem Fonseca. A outra convidada é a potiguar radicada em São Paulo Nireuda Longobardi. Também premiada, Nireuda usa técnicas como a xilogravura nas suas obras. A programação completa sai em setembro.

Leia mais no Jornal do Commercio desta quinta (31/7)

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias