Adeus

Morre aos 84 anos o poeta português Herberto Helder

Avesso a entrevistas e a aparições midiáticas, o autor recusou o Prêmio Pessoa, com o qual foi laureado em 1994

Da Folhapress
Da Folhapress
Publicado em 24/03/2015 às 12:43
Foto: Reprodução
Avesso a entrevistas e a aparições midiáticas, o autor recusou o Prêmio Pessoa, com o qual foi laureado em 1994 - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Um dos maiores nomes da poesia portuguesa da segunda metade do século 20, o poeta Herberto Helder morreu nesta segunda-feira (23), aos 84 anos, em Portugal, informou o jornal "Público". As causas da morte ainda não foram divulgadas.

Avesso a entrevistas e a aparições midiáticas, o autor recusou o Prêmio Pessoa, com o qual foi laureado em 1994. Pediu que entregassem o prêmio a outro poeta, pois desejava permanecer oculto.

Helder tem parte de sua obra publicada no Brasil. "O Corpo, O Luxo, A Obra" saiu pela Iluminuras, "Os Passos em Volta", pela Azougue Editorial, e "Ou o Poema Contínuo", publicado pela Girafa.

"A Morte Sem Mestre", último livro publicado pelo poeta, saiu em junho de 2014 em Portugal. A edição, esgotada, continha um CD com cinco poemas lidos pelo autor.

Helder frequentou as faculdades de direito e filologia, mas não concluiu nenhum dos dois cursos. Além de publicar poesia, trabalhou com publicidade, colaborou com jornais literários portugueses e diretor literário da editorial Estampa.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias