INTERNET

Livros de Leo Bacci e do projeto Um Carão ganham lançamento no Recife

As duas obrsa são exemplos de iniciativas pensadas para a web e que ganharam edições impressas

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 07/11/2015 às 5:00
Reprodução
As duas obrsa são exemplos de iniciativas pensadas para a web e que ganharam edições impressas - FOTO: Reprodução
Leitura:

É cada vez mais comum se ouvir falar de propostas de jovens que, aproveitando a imensa profusão de conteúdos, opiniões e brincadeiras, criaram projetos de grande repercussão na web: poemas visuais para o Instagram, vídeos falando sobre o cotidiano ou temas da moda, blogs com dicas de beleza ou focado em outros nichos. Alçados ao posto de celebridades, não é estranho que comecem também a ocupar outros espaços fora da rede – especialmente o universo dos livros.

É só olhar a lista de best-sellers brasileiros recentes, cheia de obras nascidas da web. Na semana passada, a vlogueira Kéfera, uma das campeãs de assinantes no Youtube, veio fazer seu stand-up por aqui – ela é autora de um dos maiores sucessos do ano no mercado editorial, o livro Muito Mais Que 5inco Minutos. Neste final de semana, mais dois nomes famosos na internet chegam à cidade, lançando seus livros por aqui: o vlogueiro Leo Bacci, do canal do Youtube Bom Dia Leo, e o poeta Pedro Cordeiro, autor do perfil no Instagram Um Cartão.

Por aqui, Leo Bacci lança Bom Dia Leo – O Livro (Bamboo, R$ 36), a sua primeira obra impressa, sábado (7/11), a partir das 15h, no RioMar Shopping. No volume, ele brinca com assuntos como mães e pais que se atrapalham com as novas tecnologias. As crônicas adolescentes do autor paulista foram construídas primeiros como vídeos e só depois ganharam o formato de texto. O livro ainda usa a realidade aumentada, ou seja, a cada texto de Leo, o leitor pode acessar também, na internet, depoimentos exclusivos sobre o assunto e até clipes.

Já Pedro Cordeiro chega ao Recife no domingo (8/11), dentro da maratona de lançamentos nacionais do livro Um Cartão – Sentimentos Cotidianos (Rocco), fruto das mensagens diárias que o autor posta no Instagram e que já lhe renderam mais de 650 mil seguidores. A cada dia, ele divulga uma frase carregada de sentimento, feita com as mãos e o coração. “Sempre fui um cara que escrevia a partir do coração, dos sentimentos e das emoções. Eu precisava colocar meu coração para fora”, conta Pedro, que nesta semana revelou pela primeira vez o seu rosto para os fãs.

Foi através dessa vontade de se expressar que o advogado de 26 anos começou, então, a compartilhar os cartões que já fazia para ocasiões especiais. “No início, eu não dizia a ninguém que o perfil era meu, seguia meus amigos sem me identificar. Queria preservar a minha identidade. Na minha cabeça, as pessoas não precisam gostar de mim, de quem eu sou: só queria que elas gostassem do que faço. Era meio que uma forma de proteger a interpretação das pessoas, mais do que timidez”, garante Pedro. “Mas é estranho ver agora uma foto com o meu rosto receber mais de 20 mil curtidas.”

A ideia de transformar Um Cartão em livro veio de um convite da Rocco. “Não era algo que imaginava, mas ficou muito legal. Todos os cartões são destacáveis no livro. Ficou caprichado e com a nossa cara mesmo”, conta o autor – que hoje ainda mantém uma loja virtual e já tem até um empresário ao seu lado. Aqui, ele recebe os fãs domingo (8/11), a partir das 16h, na Saraiva do Shopping Recife.

Na segunda (9/11), às 17h, Pedro ainda participa da abertura da exposição Poesia&Caligrafia, no espaço Urban Arts, na Rua da Hora. A mostra reúne trabalhos seus e de outros poetas que publicam no Instagram, como Pedro Gabriel (@eumechamoantonio), Lucas Brandão (@blogdolucao), Fábio Piero, @fabiomaca) e Alexandre Novello (@letrasgarrafais). “O pessoal da exposição tem uns desenhos bem mais elaborados que os meus. Eu faço tudo muito simples, no braço mesmo, sem computador”, aponta Pedro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias