revival

O último maestro de Elvis Presley, Joe Guercio revela como era o Rei do Rock

À frente do espetáculo Elvis in concert, o músico se apresenta no dia 23 de outubro no Chevrolet Hall

José Teles
José Teles
Publicado em 25/08/2013 às 10:48
Foto: Mariana Araújo/JC
FOTO: Foto: Mariana Araújo/JC
Leitura:

Joe Guercio era um bem-sucedido maestro, arranjador, que fez trabalhos para TV, Broadway para artistas como Eydie Gormet, quando, em 1970, foi convidado para dirigir a orquestra que tocava com Elvis Presley.  Seria mais que um trabalho, ele sabia. Sua primeira turnê com o Rei estaria documentada no filme The way it is.

Foram sete anos intensos, até o fatídico 16 de agosto de1977, data da morte do cantor. Passados 36 anos, Joe Guercio continua tocando Elvis. Ele, o lendário guitarrista James Burton, e o baterista Glen Hardin, os dois remanescentes do grupo que tocava com o Rei naquela época, viajam pelo mundo com o espetáculo multimídia Elvis in concert. A orquestra e a banda acompanham um Elvis Presley virtual, no repertório que ele cantava nos anos 70, num show enfatizado pela tecnologia de ponta.

O show é complementado por uma megaexposição com o acervo trazido de Graceland, o museu na mansão do cantor em Memphis. É a segunda vez que a Elvis in concert vem ao Brasil, e a primeira ao Recife, dia no 23 de outubro, no Chevrolet Hall. O maestro Joe Guercio concedeu entrevista ao Caderno C, que falou sobre o espetáculo, e sobre os anos que conviveu com o maior mito da música popular do século 20.



JORNAL DO COMMERCIO – Senhor Guercio vamos começar pelo fim. A última vez em eu você esteve com Elvis, o ultimo show, como foi?

JOE GUERCIO – O último? Foi legal. Acho que em Indianópolis, um bom show. Estivemos de folga durante alguns meses e voltamos com esta apresentação em Indianópolis. Depois fomos ao Maine para um show que nunca aconteceu.

JC – Onde o senhor estava quando soube da triste notícia da morte dele?

Joe Guercio – Tinha acabado de botara orquestra no avião para irmos pro próximo show. Então, foi um choque. No minuto que todos soubemos, tudo parou de repente. Ficamos todos em choque. Na verdade o mundo inteiro entrou em choque. Não sabíamos o que fazer, em que pensar com o falecimento de Elvis.

JC – Como era Elvis fora do palco. Alguma história engraçada. Ele tinha um jeito de quem gostava de uma boa gargalhada..

Joe Guercio – Como falei, seu carisma era absurdo. E ele tinha um brilho que nunca vi em nenhum outro artista. Acho que a história mais engraçada aconteceu no palco . Fazíamos um show em Maryland, então ele cantava, e cantava, e cantava quando, de repente, Elvis diz que vai dar uma saidinha, mas que voltaria. Ele saiu do palco e achamos que alguma coisa estava muito errada. Antes que eu fosse ver, ele estava de volta no palco dizendo: ‘Desculpem vocês todos, mas o rei precisou usar o trono. Claro que todo mundo riu muito. Isto mostra como ele era um pessoa feliz que queria o melhor da vida.

JC – Como era estar numa turnê com Elvis? Era mais para o rock ou para a Broadway?

Joe Guercio – Era Elvis. Claro que havia rock and roll e as pessoas ouvem um bocado de histórias sobre elas, mas realmente a gente se divertia, era muito divertido.

JC – Elvis era uma pessoa fácil, ou um superstar o tempo todo, dentro e fora do palco...

Joe Guercio – Não tinha nada de superstar. No começo ele nem queria camarim pessoal. Ele gostava de estar no meio do pessoal. A verdade é que Elvis foi uma pessoa única, era o mesmo no palco e fora dele.

JC – E como está esta turnê Elvis in Concerto. O que você sentiu em estar no palco novamente, tocando as mesmas canções, tantos anos depois que ele faleceu?

Joe Guercio – É uma honra estar de volta no tempo, e fazer o que fizemos tantas e tantas vezes.

Foto: Mariana Araújo/JC
Capas de discos de Elvis Presley - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Primeiros discutos de Elvis Presley - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Parte do uniforme militar de Elvis Presley - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Guitarra acústica usada por Elvis Presley na década de 70 - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Pôsteres de filmes estrelados por Elvis Presley - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Roupa de Elvis Presley - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Televisão em que Elvis Presley deu um tiro - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Moto Harley Davidson usada de Elvis Presley - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
MG de Elvis Presley - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Peças militares de Elvis Presley - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Fotos de Elvis Presley - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Roupa usada por Elvis Presley em apresentações - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Roupa usada por Elvis Presley em apresentações - Foto: Mariana Araújo/JC
Foto: Mariana Araújo/JC
Roupa usada por Elvis Presley em apresentações - Foto: Mariana Araújo/JC

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias