lançamento

Marcelo Jeneci lança novo álbum e ressalta a gratuidade das melhores coisas da vida

Disco intitulado "De graça" reafirma parcerias como as com Arnaldo Antunes, Luiz Tatit e Kassin. Adriano Cintra co-produz o disco

Valentine Herold
Valentine Herold
Publicado em 06/11/2013 às 6:30
Foto: Divulgação
Disco intitulado "De graça" reafirma parcerias como as com Arnaldo Antunes, Luiz Tatit e Kassin. Adriano Cintra co-produz o disco - Foto: Divulgação
Leitura:

Para Marcelo Jeneci, o melhor da vida não se compra. Não adianta: não há convenções monetárias que possam pagar a felicidade do cantor e compositor mais pernambucano de São Paulo. Essa conclusão e princípio de vida se faz presente em cada resposta sua ao conversar sobre seu novo álbum, De graça.

Lançado no final de outubro, o CD começou a ser pensado há aproximadamente um ano e algumas músicas surgiram no Garanhuns Jazz Festival, em fevereiro deste ano, após Jeneci passar pelo décimo ano consecutivo o Carnaval em terras pernambucanas, as de seus avós. “Foi lá, acampando por três dias, que eu comecei a me ligar nisso do tempo ser elástico. Por isso decidi gravar o De graça no Rio e não em São Paulo”, explica. “Notei que precisava sair da minha cidade para mergulhar em um longo inverno sem nenhuma interferência, me dedicar. Por vezes, uma semana parecia durar um dia.”

Sucedendo A gente é feito pra acabar (2010), o novo disco é o segundo do músico. Algumas parcerias presentes no primeiro trabalho são repetidas e acertam mais uma vez. Mesmo presentes em menor proporção que no primeiro CD, Arnaldo Antunes aparece novamente como letrista – nas faixas Alento (que abre o disco) e Tudo bem, tanto faz –, assim como Luiz Tatit, com O melhor da vida. Jeneci volta ta,bém a trabalhar com Alexandre Kassin na produção, mas dessa vez com o apoio de Adriano Cintra (ex-CSS). Dele, veio as influências das batidas eletrônicas. “Fui atrás deles porque sabia exatamente o que queria, mas não tinha clareza de como formataria. Propus ao Kassin que convidássemos o Adriano e a presença dele trouxe essa atmosfera da música do indie-rock”, ressalta Jeneci.

Nos planos futuros de Jeneci está o início da sua nova turnê ainda este mês e (sempre) o Carnaval do Recife. “Nossa, é muito bom!”, diz, resumindo bem a sensação de quase todos os recifenses e olindenses. Para o próximo período momesco, o músico lança na quinta-feira que antecede o sábado de Zé Pereira o bloco Springfield, nome da cidade dos personagens do seriado de TV Os Simpsons. “Vai ter estandarte do Homer psicodélico e vamos tocar a música de abertura com os metais do frevo”. Música, Carnaval (e as outras coisas melhores da vida) são, afinal de contas, de graça.

Leia matéria na íntegra na edição desta quarta-feira (06) do Caderno C, do Jornal do Commercio.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias