Fenômeno

Rouge completa 14 anos de criação do grupo e comemora nas redes sociais

Banda foi um dos maiores fenômenos da música Pop no Brasil

JC Trânsito
JC Trânsito
Publicado em 17/08/2016 às 20:48
Foto: Reprodução
Banda foi um dos maiores fenômenos da música Pop no Brasil - FOTO: Foto: Reprodução
Leitura:

Se uma palavra pudesse definir o que foi o grupo "Rouge" no início dos anos 2000, essa palavra não poderia ser outra além de "fenômeno". Nascida de um reality show no SBT, a girl band brasileira é dona de um dos maiores mega hits da história da música Pop do País: "Ragatanga". Nesta quarta-feira (17), o Rouge completaria 14 anos de existência se ainda estivesse em atividade, a banda terminou em 2006, mas ainda mantém uma legião de fãs. Foi em homenagem a essas pessoas que a página do Rouge no Facebook comemorou o seu aniversário de criação. 

"Hoje completamos 14 anos de Rouge!!! (e parece que foi ontem...). 17/08/2002: Data que mudaria nossas vidas para sempre! Com picos de 31 pontos de audiência, o reality Popstars anuncia o nome das integrantes que iriam compor o grupo Rouge e marcar toda uma geração com muita música, ritmo, dança e amor", diz a mensagem que foi publicada junto com um vídeo do clipe de "Não dá pra resistir", primeiro single lançado pelo grupo depois do fim do programa. 


Inicialmente, cinco meninas formavam o Rouge: Karin, Aline, Luciana, Fantine e Patrícia. Por causa de alguns desentendimentos, Fantine acabou deixando a banda, que continuou na estrada com as outras quatro ainda por alguns anos. 

Em 2012 as meninas até anunciaram uma volta em comemoração aos dez anos de nascimento do grupo, mas ficou só na promessa mesmo (para tristeza dos fãs).

O álbum de estreia do Rouge vendeu mais de 2 milhões de cópias, fato que fez com que o grupo fosse chamado de "Spice Girls Brasileiras". 

Que tal matar a saudade relembrando a coreografia de "Ragatanga"?

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias