Show

Vanessa Jackson fala sobre homenagem à Whitney Houston e vida pós-Fama

'Há muito preconceito contra participantes de reality shows musicais', acredita

JC Online
JC Online
Publicado em 23/03/2017 às 20:19
Divulgação
'Há muito preconceito contra participantes de reality shows musicais', acredita - FOTO: Divulgação
Leitura:

No filme Estados Unidos Pelo Amor, de Tomasz Wasilewski, ambientado logo após a queda do muro de Berlim, uma professora de dança polonesa tem como grande símbolo da libertação e da cultura pop Whitney Houston. Lúgubre, o longa encontra seus momentos solares justamente quando a voz da cantora americana domina a tela, providenciando um lapso de esperança em meio à devastação.

Grande ícone da música pop e r&b, a vocalista falecida em 2012 permanece como a grande referência vocal para novas gerações. Uma das artistas influenciadas por ela é Vanessa Jackson, que apresenta hoje, no Teatro RioMar, o show Uma Saudação à Whitney Houston.
Primeira vencedora do Fama, reality show que praticamente inaugurou a febre recente de competições musicais no Brasil (vide o fenômeno The Voice), Vanessa Jackson tem uma relação profunda com o repertório de Whitney Houston.

“Toda cantora sofre uma grande influência de Whitney Houston, principalmente quando está começando. No meu caso, comecei aos 12 anos e já a escutava através da minha mãe”, explica a cantora. “Todas nós [VOCALISTAS]aprendemos com a Escola Whitney”, completa.

 

Apesar de cantar sucessos da americana ao longo de toda sua carreira, Vanessa “incorporou” sua essência no programa Esse Artista Sou Eu, exibido em 2014, no SBT, show de talento no qual fez interpretações de cantoras como Lara Fabian, Jennifer Holiday e, claro, Whitney. Vestida como a diva, fez uma versão elogiada de I Will Always Love You que logo viralizou na internet.

 

Convidada pelo diretor Rafael Melo, topou o desafio de personificar seu ídolo nos palcos. Assim, nasceu Uma Saudação à Whitney Houston. No repertório, só sucessos: I Have Nothing, Greatest Love Of All, I Wanna Dance With Somebody, entre outras, acompanhada de banda e com figurinos e perucas semelhantes aos da cantora.

 


“Foi um trabalho intenso aprender o jeito dela de cantar, os trejeitos, porque queríamos ser o mais respeitosos possível. É um pouco um trabalho de atriz também, mas não tento ser Whitney. Sou Vanessa Jackson”, reforça.

 

PÓS-FAMA

 

Após vencer o Fama, em 2002 (no qual também interpretou Houston), Vanessa gravou dos discos e participou do musical Rock Show. Apesar da visibilidade conquistada com o programa, ela acredita que, no Brasil, os participantes de reality shows musicais são vítimas de preconceito.

 

“O pós-programa, aqui, é muito ruim. Tive sorte, assim como Thiaguinho e Roberta Sá, de ter sido reconhecida e acolhida, mas, no geral, os participantes somem porque a crítica não leva a sério”, analisa.

 

Além do atual show, Vanessa planeja lançar ainda este ano um EP que, segundo ela, irá misturar black music e MPB.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias