Feminicídio

Banda Eddie e Criolo se manifestam contra assassinato de Mirella

Artistas repudiaram a violência do machismo em show no Recife

JC Online
JC Online
Publicado em 08/04/2017 às 18:31
Divulgação
Artistas repudiaram a violência do machismo em show no Recife - FOTO: Divulgação
Leitura:

Manifestações contra o machismo e a misoginia motivadas pelo homicídio da fisioterapeuta Mirella Sena, 28 anos, marcaram a apresentação do rapper paulistano Criolo e da banda olindense Eddie, sexta-feira à noite, no Clube Português, centro do Recife. Durante seus shows, ambos se pronunciaram contra o assassinato de Mirella.

"Somos todos Mirela. Não podemos deixar essa crime impune", disse o vocalista da Eddie, Fabio Trummer, convocando o público para participar de um ato contra o machismo na Praia de Boa Viagem neste domingo. O rapper paulistano Criolo também se pronunciou contra o machismo na sociedade brasileira e elogiou a juventude pernambucana engajada na luta contra a especulação imobiliária dos espaços públicos no Recife.

APLAUSOS

O público aplaudiu de forma entusiasmada os discursos e as apresentações dos músicos

Últimas notícias