MÚSICA

Músico de Recife transformou carta de Temer a Dilma em música

A música 'A Senhora' faz parte do álbum 'As Palavras Voam', que é todo baseado na carta em que Temer reclama de ter se tornado 'vice decorativo'

GG ALBQUERQUE
GG ALBQUERQUE
Publicado em 11/06/2017 às 11:50
Foto: Divulgação
A música 'A Senhora' faz parte do álbum 'As Palavras Voam', que é todo baseado na carta em que Temer reclama de ter se tornado 'vice decorativo' - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Carioca radicado em Recife, o cantor e compositor Matheus Mota tem muitos anos de música, com dois álbuns solo e passagens por outras bandas. Na última quarta-feira, porém, o artista, que sempre foi ligado a cena independente, foi destaque nos maiores jornais do Sudeste e foi até um dos assuntos mais pesquisados no Google dentro do entretenimento. O motivo: A Senhora, uma música feita com o texto da carta enviada pelo então vice-presidente Michel Temer a então presidente Dilma Rousseff em 2015, antes do processo de impeachment, em que ele reclamava de ter se tornado um “vice decorativo”.

A música faz parte de As Palavras Voam, álbum que Matheus pretende lançar entre junho e julho em que aborda toda a crise política atual, sempre com doses de humor irônico ou deboche. Ao longo de 2015 e 2016, ele estava envolvido em outro trabalho, o álbum Olho da Rua, cujo primeiro single, Cantiga de Pesar, havia sido até divulgado. Mas o momento fez com que ele priorizasse o lançamento de As Palavras Voam.

“O outro disco estava extremamente adiantado. Eram canções velhas do meu repertório, a maioria já lançada em outras ocasiões, como Trama Virtual em 2009 e primeiras tentativas de single em 2010-2011. Então era um repertório que me incomodava um pouco, apesar de interessante. Quando percebi a impossibilidade de qualquer outro assunto ser pautado, já trombava com qualquer esquema de lançamento. Não se falava em outra coisa, como não se falou até hoje”, diz Matheus.
Com seis faixas instrumentais e mais seis cantadas, as músicas de As Palavras Voam têm títulos como Vice Decorativo, Uma Ponte para o Futuro, Estava em Jogo o País, Foro Privilegiado, Proposta de Emenda Constitucional e Fim dos Tempos. “O disco é baseado na carta e em todo universo político atual. A faixa cantada é unicamente a carta e as instrumentais têm títulos facilmente encontrados no ‘intenso noticiário’, como Temer diz”, explica Matheus. “Foi em janeiro que compus as 4 faixas que compõem o lado instrumental do disco. São faixas também originais, mas com pequenas citações melódicas dos temas cantados. Então é um disco conectado, com uma pegada quase operística, teatral, musical”.

REPERCUSSÃO INESPERADA

Matheus admite que “não esperava repercussão nesse nível” - A Senhora chegou a tocar na rádio Jovem Pan. “Não conheço ninguém, não tenho produtor. Simplesmente foi orgânico. Como tá sendo, os pedidos de entrevista continuam. Tudo se deve à situação, óbvio. Mas acredito que a audácia soou muito curiosa. Ainda tô processando isso, mas estou achando divertido, sem entender bem".

Últimas notícias