Gospel

Diante do Trono segue com orações musicais espontâneas em 'Imersão 2'

Diferente do álbum lançado em 2016, banda mineira improvisa canções diante de uma grande plateia

Robson Gomes
Robson Gomes
Publicado em 10/09/2017 às 5:00
Foto: Divulgação
Diferente do álbum lançado em 2016, banda mineira improvisa canções diante de uma grande plateia - FOTO: Foto: Divulgação
Leitura:

Um mergulho mais profundo. É assim que o Ministério do Louvor Diante do Trono define o disco Imersão 2 – Cânticos Espontâneos Ao Vivo (OniMusic, 2017). Liderado pela pastora Ana Paula Valadão Bessa, o CD dá prosseguimento ao projeto de canções espirituais iniciada no ano passado. Mas diferente do primeiro Imersão (2016), o grupo mineiro gravou o disco diante de uma plateia e com mais convidados especiais. A apresentação ao vivo está disponível em vídeos no canal do Diante do Trono no YouTube.

Imersão 2, na verdade, é um álbum que tira um pouco a atmosfera íntima, acústica e tímida do álbum lançado no ano passado, mas ganha força e potencializa a adoração através de canções que nascem naquele momento, sem letras ou melodias previamente ensaiadas.

Com produção musical de Gustavo Soares, o álbum foi gravado em abril deste ano na Igreja Batista da Lagoinha, berço do Ministério de Louvor mineiro – referência na música gospel brasileira, que está prestes a completar 20 anos de atividade. Em meio às 12 faixas do novo projeto, estão as participações especiais de Israel Salazar, Nívea Soares (ex-integrante do DT), Fred Arrais e Flávia Arrais.

Logo na música de abertura, Fluirão Rios, é perceptível um ar de ampliação dos cânticos, que convida o público a mergulhar na fonte de adoração junto com o Ministério. A presença das centenas de adoradores se destaca positivamente logo na segunda faixa, através do espontâneo coral que se forma em Tudo Viverá.

Um outro diferencial nos arranjos musicais de Imersão 2 é que, ao contrário do primeiro, há mais sequências melódicas de início, meio e fim, a exemplo de Como as Águas Cobrem o Mar. Também chama atenção a habilidade em transformar apenas dois versos como base para uma rica canção de mais de cinco minutos como é a potente Teu Novo. E entre as participações especiais, a condução do louvor de Nívea Soares em Faz Novas Todas as Coisas enriquece a beleza do projeto.

Na faixa intitulada Imersão 2, Ana Paula Bessa contextualiza com versículos da Bíblia a abertura de espaço para que a banda do Ministério faça um louvor espontâneo instrumental. O arranjo se destaca pelas boas entradas de violino. E além dos músicos, a líder ainda propõe que a Igreja libere, sem música, seus próprios cânticos na profética O Tangedor e as Vozes, que conduz até O Mergulho Final, a faixa que encerra o disco.

Este álbum do Diante do Trono se torna uma boa sala de espera para o próximo CD e DVD, Deserto de Revelação, gravado na Jordânia, a ser lançado ainda este ano, antes da gravação do próximo trabalho em 2018, que pretende celebrar os 20 anos de carreira do Ministério.

ASSISTA AO VÍDEO DE FLUIRÃO RIOS:

Últimas notícias