CICLO

Festival Rumor discute arte sonora em shows e oficinas

Objetivo do evento é unir e expandir conceitos

Nathália Pereira
Nathália Pereira
Publicado em 26/10/2017 às 11:30
Fotos: Divulgação
Objetivo do evento é unir e expandir conceitos - FOTO: Fotos: Divulgação
Leitura:

Fomentar o diálogo criativo entre música e outras linguagens artísticas desenvolvidas sonoramente é o objetivo central do Rumor – Ciclo de Arte Sonora e Música Experimental, evento que tem ocupado espaços no Recife e em Olinda desde a última terça-feira (24). A programação, que quer por a capital pernambucana e a cidade–irmã na rota dos artistas que produzem este tipo de expressão, se estende até dezembro, num total de cinco shows e três oficinas.

“Não é um festival de música ou só de música. É um ciclo aberto para trabalhos que tenham o som como elemento articulador central. Não se restringe a um formato de conceito ou apresentação de só receber músicos”, detalha Yuri Bruscky, curador do Rumor e do selo Estranhas Ocupações. “Ele cria um lugar de coesão das pessoas que estão pensando arte sonora”, complementa Cássio Sales, baterista da banda Cosmo Grão e parceiro de Yuri na iniciativa.

Os shows começam hoje, com apresentação do projeto pernambucano Hrönir, formado em 2001 por Thelmo Cristovam e Túlio Falcão. Juntos, os dois produzem música contemporânea a partir da mescla de sons extraídos por métodos como a computação musical, a improvisação livre, técnicas estendidas e gravações de campo.

No festival, apresentarão a peça intitulada Para o Povo Acordar e se Libertar, inspirada pela visão do duo sobre “um retrocesso político, social e cultural que atinge o Brasil e o mundo”. Será a partir das 20h, no Edifício Texas (rua Rosário da Boa Vista, 163, Boa Vista).

No dia 16/11, será a vez da “poesia com o som” de Flora Holderbaum (SC), que se apresenta na MauMau Galeria, às 20h. Já a cena internacional será representada por Thomas Rohrer & Ute Wassermann (ALE/SUI), que ocupam o Sexto Andar (Avenida Dantas Barreto, 324, 6º, Edifício Pernambuco), a partir das 21h.

Entre as oficinais está a de Voicelab, ministrada por Ute Wasserman no Centro Cultural Brasil Alemanha (CCBA), na Boa Vista, neste sábado, das 19h às 21h.

“Articulação é a melhor palavra para definir o Rumor como iniciativa porque ele consegue pegar uma galera que já trabalha ou que quer trabalhar com isso e articular também gente de fora do País. Ou seja, articula diferentes gerações e localidades de artistas”, sintetiza Cássio Sales. A entrada para os shows e oficinas é gratuita.

CONFIRA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA:

SHOWS

26/10 – Hrönir (PE) - Edf. Texas, 20h

16/11 – Flora Holderbaum (SC) - MauMau Galeria, 20h

29/11 – Thomas Rohrer & Ute Wassermann (ALE/SUI) - Sexto Andar, 21h

13/12 – Lilian Campesato (SP) - Teatro Hermilo Borba Filho, 20h

21/12 – Bestiarium (PE) - Casbah Olinda, 21h

OFICINAS

28/11 – Voicelab, com Ute Wasserman - CCBA - Centro Cultural Brasil Alemanha, das 19h às 21h

11 e 12/12 – Música(s) e Feminismo(s), com Lílian Campesato - Portomídia, das 14h às 17h

Últimas notícias