Grammy

Canção satírica sobre Putin é premiada no Grammy

A música ironiza a glória do dirigente russo, que atualmente busca um quarto mandato, e que, em caso de vitória, o manteria no poder até 2024

Jennifer Thalis
Jennifer Thalis
Publicado em 28/01/2018 às 22:32
Foto: AFP
A música ironiza a glória do dirigente russo, que atualmente busca um quarto mandato, e que, em caso de vitória, o manteria no poder até 2024 - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

A canção satírica "Putin" do compositor e cantor americano Randy Newman, dedicada ao presidente russo foi premiada neste ano no Grammy. 

A música ironiza a glória do dirigente russo, que atualmente busca um quarto mandato, que em caso vitória o manteria no poder até 2024. 

"Ele pode fazer funcionar um reator nuclear com o hemisfério esquerdo de seu cérebro", canta Randy Newman, de 74 anos. "Quando ele tira a camisa, deixa as mulheres loucas, quando ele tira a camisa, tenho vontade de ser mulher". 

Ao final da canção, as mulheres do coro tomam a palavra, supostamente representando a voz do povo russo. "Nos levará à terra prometida", dizem. "Tem razão, maldição", responde, "porque sou o 'Putin Man'".

Talentoso compositor que já conquistou seis prêmios Grammy e duas estatuetas do Oscar, Randy Newman escreveu canções mais clássicas, como "I Love L.A." ou um dos temas do filme "Toy Story", "You've Got a Friend in Me". Também é conhecido por seus títulos satíricos como "Sail Away".

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias