Carnaval

Romero Ferro leva Frevália para a CasaBloco no Rio de Janeiro

Projeto que recebe agremiações de todo o Brasil no Rio terá ainda os DJs Lala K e Pepe Jordão

Bruno Albertim
Bruno Albertim
Publicado em 29/01/2018 às 17:13
Lana Pinho / Divulgação
Projeto que recebe agremiações de todo o Brasil no Rio terá ainda os DJs Lala K e Pepe Jordão - FOTO: Lana Pinho / Divulgação
Leitura:

Promoção da Sebastiana (Associação de Blocos do Rio de Janeiro), Globo News e Tess Comunicação, a CasaBloco tá fazendo sucesso no Rio com 70 atrações, entre oficinas, feiras, rodas de samba, encontros de blocos, cortejos, festas, bailes e atrações de todo o País.

Depois de ver o encontro do Ilê Aiyê, o mais antigo bloco afro do carnaval de Salvador, com o Cordão do Boitatá, um dos principais representantes do movimento de retomada do Carnaval de rua carioca, a Casa Bloco recebe o Carnaval do Recife.
Pela primeira vez, os Bonecos Gigantes de Olinda desembarcam no Rio, onde serão recebidos pelo bloco de frevo Ansiedade, fundado por um grupo de pernambucanos que vivem na cidade e vão se encontrar com o Calango Careta, de Brasília, e a Orquestra Voadora. Pernambuco estará presente também com o projeto Frevália, de Romero Ferro, um dos destaques da cena local, que concorreu em 2017 ao prêmio da música brasileira e vem fazendo um trabalho de renovação do frevo.

DJS

No show feito especialmente para a ocasião, Romero trará à tona frevos consagrados e novos frevos, com uma roupagem moderna e contemporânea; Os Djs Pepe Jordão e Lala K vão levar sua musicalidade e brasilidade, com o tempero do carnaval recifense, uma noite com o cheiro, as cores e os sons de pernambuco. A festança pernambucana acontece dia 4 de fevereiro.

“A ideia da CasaBloco surgiu das nossas vivências no Carnaval de rua. Há uma imensidão de manifestações carnavalescas brasileiras maravilhosas, em Salvador, Recife, Olinda, Rio, São Paulo, Brasília...mas elas não conversam entre si. Percebemos que era hora de fazer algo diferente, que juntasse os principais carnavais do Brasil, criar laços, promover redes e conexões. Além disso, buscávamos um projeto positivo para a cidade do Rio de Janeiro. Será uma troca inesquecível de experiências”, destaca Rita Fernandes, idealizadora do projeto e diretora geral da CasaBloco.

As atividades noturnas, após 21 horas quando a CasaBloco reabre, serão pagas e os ingressos poderão ser adquiridos através do site de compras ingresso.com.br ou nas bilheterias no próprio local, a preços a partir de R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia). Na Casa França-Brasil, no Centro do Rio.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias