ARTE

Um lugar qualquer e A árvore em cartaz

Filmes de Sofia Coppola e Julie Bertucelli entram no circuito recifense

Eugênia Bezerra
Eugênia Bezerra
Publicado em 12/05/2011 às 10:45
Leitura:

Um lugar qualquer, novo filme de Sofia Coppola, não poderia estrear no Recife em um local melhor do que o Cinema São Luiz. O preciosismo e a imponência do cinema intensificam o caráter minimalista do filme de Sofia.

Na obra, Johnny Marco é um ator de ação que está divulgando o seu novo trabalho e mora no Hotel Chateau Marmont, uma espécie de abrigo de luxo para as estrelas de Hollywood. Em meio ao seu universo de aparências, em que tudo é transitório, a figura de uma menina de 11 anos, a sua filha Cleo, surgue na obra para dar ao personagem uma face mais real ou, pelo menos, carismática.

Outro filme que estreou na sessão de arte, A árvore merece ser visto pelo público recifense. A cineasta francesa Julie Bertucelli abora o luto e, principalmente, a forma como as pessoas criam outras realidades para superar a morte. Com Charlotte Gainsbourg no papel de Dawn, mãe de quatro crianças, A árvore faz uso do realismo fantástico e das metáforas simplórias para dar sentido à vida dos seus personagens.

Leia mais na edição desta quinta-feira no Jornal do Commercio do Caderno C

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias