MÚSICA

Exposição em homenagem a Luiz Gonzaga é destaque na Capital do Forró

Composta por oito instalações, a mostra faz um passeio divertido e contemporâneoa pela obra do Rei do Baião

Diana Moura
Diana Moura
Publicado em 19/06/2012 às 11:42
Leitura:

A exposição Baixio dos Doidos, que mostra uma releitura contemporânea da obra Luiz Gonzaga, o homenageado do São João da Capital do Forró este ano, tem encantados visitantes e moradores da cidade. A releitura não se resume à poesia certeira das músicas, mas também aborda aspectos inovadores de sua arte, como o uso da onomatopeia - destacada em Samarica parteira (interpretada pelo percussionista Naná Vasconcelos) –, e o vanguardismo de Vi dois siris jogando bola (interpretada por Jorge Du Peixe, da Nação Zumbi).

Os vários aspectos da arte do Rei do Baião são revelados não apenas pelo som, mas também por intervenções que despertam todos os sentidos. A viagem começa com a releitura da música ABC do Sertão. Com seu sotaque paulistano, o músico Arnaldo Antunes recita palavras do vocabulário nordestino, como vôte, rabichola, peba e pereba. O cenário para essa mistura são casinhas de sapé, onde os visitantes podem expiar por buracos nas paredes.

Já a música Vi dois siris jogando bola é complementada por fotos e vídeos onde meninos jogando bola na lama se confundem com siris no mangue, formando um cenário perfeito para a interpretação de Jorge Du Peixe. Os siris de Luiz Gonzaga ganham versão manguebeat.

No espaço dedicado a música Respeita Januário, entre outras coisas, está a famosa sanfona branca feita especialmente para Luiz Gonzaga, que hoje pertence a Dominguinhos e foi emprestada para a mostra.  Trechos da música são interpretados por Renato Borguetti, Régis Gizavo, Gabriel Rivano e Daniel Loddo.

Em Xote das meninas, a voz adolescente de Rhaissa Bittar se mistura com fotos e objetos que remetem a casamentos. Na música Paraíba, fotos de drag queens servem de ilustração para a interpretação do cantor Otto.Um dos espaços mais interessantes é o dedicado à canção A morte do vaqueiro, interpretada por Dominguinhos.Os visitantes são obrigados a passar por chocalhos pendurados, dando uma nova sonoridade à música. O som, e o cheiro dos cordões de couro que sustentam os chocalhos, fazem lembrar uma fazenda e os Sertões de Luiz Gonzaga.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias