Abril pro Rock 2014

As primeiras atrações nacionais e gringas do Abril pro Rock

Renato Barros dos Blue Caps, faz raro show solo no festival

José Teles
José Teles
Publicado em 29/01/2014 às 6:00
Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Renato Barros dos Blue Caps, faz raro show solo no festival - FOTO: Foto: Ricardo B. Labastier/JC Imagem
Leitura:

A 22ª edição do Abril pro Rock está com a progamação se delineando. Ontem foram confirmadas algumas das atrações deste ano. A banda de death metal Obituary (EUA), o grupo pop alternativo Sebadoh (EUA), Karina Buhr (PE/SP), Renato Barros (do Renato e seus Blue Caps), com a Autoramas. Para Paulo André Pires, produtor do festival, as perspectivas para 2014 são boas: “A melhor possível, vamos voltar com um 3º palco, e mais bandas, deve chegar a 12 nomes por dia. Na noite do metal, devem entrar mais dois nomes gringos”. No terceiro palco tocarão artistas pouco conhecidos, ou emergentes. O palco pequeno, terá 3 bandas por dia. Cada qual tocando 20 min cada, no intervalo dos shows dos palcos maiores

A Obituary certamente vai arrebanhar os headbangers pernambucanos, e de outros estados. O grupo tem uma legião imensa de fãs, e se apresenta pela primeira no Recife. Sua formação reúne nomes que passaram por outros grupos cultuados do gênero: Terry Butler (ex-Death, ex-Six Feet Under, Denial Fiend e Massacre), que substituiu Frank Watkins (Gorgoroth). E ainda os irmãos Tardy (John e Donald, respectivamente, vocal e bateria), Trevor Peres (guitarra) e Ralph Santolla (ex-Deicide).

Por sua vez a Sebadoh chega ao APR no momento em que volta à ativa. Depois de 14 anos, em setembro de 2013, o grupo lançou disco de inéditas, Defend yourself, nome da turnê que empreende atualmente, e que aterrissa no Chevrolet Hall. Criada, em 1986, por Eric Gaffney e Low Barlow (baixista da Dinosaur Jr), foi uma das mais cultuadas bandas no estilo lo-fi (com Guided by Voices, e Pavement). Embora nunca tenha realmente debandado, o grupo fazia bissextas apresentações, até que em 2012, lançou o EP Secret, apenas no formato digital (embora o CD seja vendido nos shows do grupo). Defend yourself, na semana e lançamento, chegou ao primeiro lugar no paradão da Billboard, na categoria New Alternative Artists (Novos Artistas Alternativos); No mínimo, irônico, para uma banda que está perto de completar 30 anos de estrada.

Karina Buhr volta ao APR sem show de disco novo, mas com uma apresentação que aguça a curiosidade. Ele cantara, na íntegra, o primeiro álbum dos Secos & Molhados, que completou 40 anos de lançado no ano passado. ÓVNI da MPB, ora classificado como psicodélico, ora como glitter rock, o álbum Secos & Molhados foi um dos mais impressionantes fenômenos da indústria fonográfica nacional. Karina apresentou este show em São Paulo, no SESC, acompanhada por Clayton Martin (bateria) Fernando Catatau e Régis Damasceno (guitarras), Guizado (trompete), Mau (baixo) e Xuxa Levy (teclados). Por fim, mas não menos importante, Renato Barros e os Autoramas. Aos 70 anos, Renato está cada vez melhor cantando e tocando a guitarra cuja sonoridade se tornou o som da Jovem Guarda. Mais um show histórico do APR.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias