Diva

Sônia Braga sobre o Oscar: 'Uma vaga é sempre de Meryl Streep'

Em entrevista, brasileira reclamou da falta de papéis para atores latinos em Hollywood

JC Online
JC Online
Publicado em 10/03/2017 às 9:57
Reprodução
Em entrevista, brasileira reclamou da falta de papéis para atores latinos em Hollywood - FOTO: Reprodução
Leitura:

Ainda colhendo os louros por sua atuação em Aquarius, filme de Kleber Mendonça Filho, Sônia Braga falou sobre a falta de diversidade para artistas latinos em Hollywood. Em entrevista ao inglês The Guardian, a brasileira afirmou que o Oscar só tem quatro vagas, pois uma "é sempre reservada para Meryl Streep".

Indicada ao Globo de Ouro, Emmy e Bafta, três dos mais importantes prêmios das indústrias cinematográfica televisiva, Sônia Braga acredita que não há diversidade em Hollywood e reclama da falta de papéis para atores latinos.

"Sou Latina: eu não vejo minha representação [Em Hollywood]. Não só como uma mulher de 66 anos, mas como pessoa. Não ser escolhida para um papel - há várias camadas aí. Hispânicos não têm muitas chances por conta do sotaque, mas os britânicos também têm sotaque. O negócio é injusto ", afirmou.

VAGA NO OSCAR

Muito elogiada por seu papel em Aquarius, no qual interpreta Clara, Sônia Braga recebeu diversos prêmios internacionais e era especulada uma vaga no Oscar. O filme, no entanto, não foi escolhido para representar o Brasil na disputa e, ao final, Sônia não foi indicada. Ela, no entanto, não ficou surpresa, e ironizou a premiação.

"Na realidade, o Oscar só tem quatro vagas para melhor atriz, porque uma está sempre reservada para Meryl Streep. O trabalho é o melhor prêmio para um ator. Eu ganhei o meu, trabalhei", completou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias