PLATAFORMA

Shia LaBeouf deixa câmera ligada por quatro anos contra Trump

O protesto convida as pessoas a falar "Ele não vai nos dividir", em referências à declarações polêmicas do novo presidente americano

Da Estadão Conteúdo
Da Estadão Conteúdo
Publicado em 25/01/2017 às 15:14
Foto: Reprodução/HE WILL NOT DIVIDE US
O protesto convida as pessoas a falar "Ele não vai nos dividir", em referências à declarações polêmicas do novo presidente americano - FOTO: Foto: Reprodução/HE WILL NOT DIVIDE US
Leitura:

O ator Shia LaBeouf não ficou feliz com a vitória de Donald Trump como presidente dos Estados Unidos e criou um grande protesto contra o político. Ele iniciou uma transmissão ao vivo que vai durar quatro anos!

Uma câmera foi instalada na área externa do Museum of The Moving Image, em Nova York, e funciona 24 horas. Lá, as pessoas são convidadas a falar 'He Will not divide Us' ('Ele Não Vai Nos Dividir', ou 'Ele Não Vai Dividir Os Estados Unidos, em inglês). Tudo é transmitido ao vivo no site oficial do protesto.

FUNCIONAMENTO

A transmissão começou no dia 20 de janeiro, dia da posse de Trump, e tem término previsto para às 12h de 20 de janeiro de 2021. "O 'He Will Not Divide Us' atua como uma demonstração de resistência ou insistência, oposição ou otimismo, guiado pelo espírito de cada participante e da comunidade", descreve o site

Um dos participantes conhecidos do protestos foi Jaden Smith, que é amigo de LaBeouf.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias