Briga judicial

Xuxa perde ação contra Google para remover buscas ligadas a pedofilia

Apresentadora da Record TV não poderá mais recorrer

JC Online
JC Online
Publicado em 09/07/2018 às 17:11
Foto: Instagram/@xuxamenegheloficial/Reprodução
Apresentadora da Record TV não poderá mais recorrer - FOTO: Foto: Instagram/@xuxamenegheloficial/Reprodução
Leitura:

A apresentadora Xuxa Meneghel, de 55 anos, perdeu novamente uma ação contra o Google. Na disputa judicial, movida desde 2010, ela pedia para remover das buscas algumas palavras relacionando o nome dela ao filme Amor, Estranho Amor, de 1982, em que ela, aos 19 anos, interpretou uma garota de programa e fazia uma cena picante com um garoto de 12 anos, assim como buscas que a ligassem à palavra 'pedofilia', mas o recurso foi negado.

O processo foi julgado em segunda instância e, portanto, não poderá mais recorrer. Através do portal UOL, a assessoria da loira disse que ela não comenta assuntos jurídicos.

SENTENÇAS

Em maio de 2017, o texto da primeira decisão diz que “por unanimidade, após rejeitadas as preliminares, no mérito, negou-se provimento ao recurso, nos termos do voto”, em documento assinado pela desembargadora relatora Valeria Dacheux Nascimento. Xuxa recorreu novamente e o processo foi encerrado no final de junho.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias