Nosso Tesouro

12ª Semana do Patrimônio promove atividades em 30 municípios

Abraçando o tema 'Territórios Educativos e Culturais: Diálogos Possíveis', a 12ª Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco traz diálogos e atividades

Rostand Tiago
Rostand Tiago
Publicado em 12/08/2019 às 9:56
Notícia
Foto: Helia Scheppa/Divulgação
Abraçando o tema 'Territórios Educativos e Culturais: Diálogos Possíveis', a 12ª Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco traz diálogos e atividades - Foto: Helia Scheppa/Divulgação
Leitura:

O exercício de entender as memórias, as identidades e a história de nossos territórios encontra uma de suas principais e essenciais ferramentas na preservação dos patrimônios culturais da região. E preservar passa obrigatoriamente pela capacidade de se entender a dimensão e relevância deles, materiais ou imateriais. Voltada para a difusão desses conhecimentos, a Secretaria de Cultura e Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco realizam a 12ª edição da Semana do Patrimônio Cultural de Pernambuco, com atividades em 30 municípios do Estado.

Começando em 2008 como uma comemoração em razão do Dia do Dia Nacional do Patrimônio Histórico, o projeto evoluiu de encontros com um grupo mais restrito ao formato que tem hoje, abraçando as comunidades, envolvendo escolas, universidades, bibliotecas, artesãos locais e mais um grande leque de outros envolvidos. “Tudo foi crescendo, fomos convidando outras pessoas e instituições, como o Iphan, museus, escolas, além de incorporar pesquisadores. Fazemos uma programação com vários parceiros nos municípios, a gente desperta esse interesse e provoca essas pessoas a fazerem suas próprias ações. As escolas, os professores e a própria população podem propor suas atividades e suas ações”, explica Renata Echeverria, coordenadora da Semana.

Desde 2013, a Semana pauta temáticas para sua edição. Este ano, a escolhida foi "Territórios Educativos e Culturais: Diálogos Possíveis", traçando diálogos entre os campos da educação e do patrimônio cultural. O direcionamento surge a partir de reuniões dos membros da Gerência de Preservação Cultural, com antropólogos, historiadores, jornalistas e designers. Assim, são buscados os debates em voga no momento, que dão origem a temática.

A ideia é partir de uma noção de território para além dos muros da educação formal, abraçando espaços que carregam o potencial transformador, vendo a cidade como um espaço de aprendizado que articule cultura e outros elementos nessa tarefa de formações. “A gente quer discutir espaços para além da escola tradicional, de experimentação, que articulem a cultura em prol do desenvolvimento social e local. No âmbito do território cultural, queremos reforçar que esses espaços eles englobam relações humanas com o próprio local, circulando a fruição e a vida cultural”, relata Renata.

Para debater com propriedade esse cenário, a Semana começa com uma mesa redonda de mesmo nome da temática, trazendo Fabiano Piúba, Secretário de Cultura do Ceará, Raiana Ribeiro, coordenadora do projeto Cidade Escola Aprendiz (SP) e Murilo Cavalcanti, Secretário de Segurança do Recife. A conversa terá mediação do Secretário de Cultura de Pernambuco, Gilberto Freyre Neto, realizada amanhã, no Compaz Ariano Suassuna, às 14h.

Confira destaques da programação

HOJE

15h - Conferência de Abertura - Prof. Dr. Joaquim de Arruda Falcão. Tema: Futuros possíveis: O Patrimônio Imaterial de Pernambuco. Auditório É do Povo, Museu Cais do Sertão - Armazém 10, Av. Alfredo Lisboa, s/n - Recife

AMANHÃ

9h30 - Palestra - Conhecendo o Patrimônio. Auditório GP da Aurora, 703 - Santo Amaro.

14H - Mesa Redonda - Territórios Educativos e Culturais: diálogos possíveis, com Fabiano Piúba, Murilo Cavalcanti, Raiana Ribeiro e Gilberto Freyre Neto. Apresentação de Cavalo Marinho Boi Tira Teima, do Mestre Zé de Bibi.

18h - Mesa Redonda - Pernambuco Literário: cordel e cangaço na arte escrita, com Rosa Bezerra, Felipe Junior e Adriano Marcena. Apresentação: Galo Preto. Biblioteca Pública Estadual, Rua João Lira, s/n - Santo
Amaro.

Quarta-feira

15h - Palestra com Dona Nanete sobre a cultura de Fernando de Noronha. Casa da Cultura Luiz Gonzaga, Cais da Detenção, s/n - Santo Antônio, Recife.

Quinta-Feira

8h30 - Palestra Arqueologia e Patrimônio Cultural na Etiópia: estudo de caso, com Dra. Tania Tribe. Sala Aloísio Magalhães Rua Henrique Dias, 609, Derby

9h10 - Palestra - A Presença de Negros e Pardos nas Artes e nos Ofícios, nas Vilas e Engenhos, com Dr. Fernando Guerra. Sala Aloísio Magalhães Rua Henrique Dias, 609, Derby

10h30 - Palestra - Afro e Indígenas na pintura de Frans Post, com Dra. Bartira Ferraz. Sala Aloísio Magalhães Rua Henrique Dias, 609, Derby

11h10 - Fortificações Brasileiras Candidatas a Patrimônio Mundial da UNESCO, com Dr. Marcos Albuquerque. Sala Aloísio Magalhães Rua Henrique Dias, 609, Derby.

10h - Roda de diálogo e demonstração do processo de confecção do artesanato com reciclagem, da artesã Bete Cyrne (artesanato com reciclagem). Centro de Artesanato de Pernambuco, Av. Alfredo Lisboa, s/n, Bairro do Recife.

14h - Exibição do Documentário “Frevo, Memória e Patrimônio”. Paço do Frevo, Rua da Guia, s/n, Bairro do Recife.

14h - Palestra - História da Renda Renascença em Pernambuco pela Mestra Odete Maciel, Centro de Artesanato de Pernambuco, Av. Alfredo Lisboa, s/n, Bairro do Recife.

Sexta-feira

11h10 - Os Desafios para a Preservação de sítios arqueológicos no Bairro do Recife, com Dr. Marcos Albuquerque. Auditório Manoel Correia de Andrade, 3 andar, CFCH
Cidade Universitária.

12h - Celebração - Hora do Frevo. Paço do Frevo, Rua da Guia, s/n - Bairro do Recife

14h às 16h30 - Lançamento do livro - O Recife no século XIX: Outras histórias (1830-1890), com Prof. Dr. Wellington Barbosa e Sandro Vasconcelos. Estação Central Capiba - Museu do Trem, Rua Floriano Peixoto, s/n, São José

14h30 - Mobilização de cirandeiros(as) de Pernambuco. Auditório do Centro de Artesanato de PE, Av. Alfredo Lisboa, s/n, Bairro do Recife.

Sábado

14h - Roteiro turístico: Olha Recife - Circuito Burle Marx. Praças da República, do Derby, Euclides da Cunha, Casa Forte e Faria Neves.

15h - Contação de Histórias: Mestres e Mestras. Paço do Frevo, Rua da Guia, s/n, Bairro do Recife.

Domingo

14h30 - Domingueira Sertaneja. Museu Cais do Sertão, Armazém 10, Av. Alfredo Lisboa, s/n, Bairro do Recife.

15h - Contação de Histórias: Mestres e Mestra. Paço do Frevo, Rua da Guia, s/n, Bairro do Recife.

16h - Celebração - Roda de Capoeira Angola no Marco Zero. Praça Rio Branco, Marco Zero.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias