eua

Norte-americanos reduzem compras no feriado

Esse seria o primeiro recuo desde o feriado de 2009, quando a economia ainda se recuperava da recessão

Da Agência Estado
Da Agência Estado
Publicado em 02/12/2013 às 7:45
Leitura:

Um número recorde de 141 milhões de norte-americanos foram às compras no fim de semana de quatro dias após o feriado de Ação de Graças, comparado a 137 milhões de pessoas no ano passado, estimou a Federação Nacional do Varejo dos EUA. No entanto, a expectativa é que os gastos totais tenham caído pela primeira vez desde que o grupo começou a monitorar as vendas, em 2006.

Segundo pesquisado pela federação, a projeção é que os norte-americanos tenham gastado nas lojas virtuais e físicas US$ 57,4 bilhões nos quatro dias de comemorações, uma queda de 2,9% sobre os valores do ano passado. A pesquisa foi conduzida com 4.500 pessoas.

A expectativa é que, em média, os norte-americanos que foram às compras tenham gastado US$ 407,02 durante os quatro dias, uma queda de 3,9% sobre o ano passado. Esse seria o primeiro recuo desde o feriado de 2009, quando a economia ainda se recuperava da recessão.

O presidente da Federação Nacional do Varejo dos EUA, Matthew Shay, explicou que o grupo ainda espera que as vendas combinadas de novembro e dezembro superem os números do ano passado em 3,9% para US$ 602,1 bilhões. No ano passado, as vendas cresceram 3 5%.

No entanto, as lojas podem ter que oferecer descontos maiores para atrair clientes. "Está bastante claro que no atual ambiente os clientes esperam promoções. Sem promoções, eles realmente não vão gastar", afirmou Shay.

Mais de uma dezena de varejistas abriram as portas durante o feriado de Ação de Graças, em vez de apenas durante o Black Friday, sendo que muitas delas fizeram isso pela primeira vez.

De acordo com a ShopperTrak, de Chicago, as vendas no BlackFriday caíram 13,2% sobre o ano passado, para US$ 9,74 bilhões, mas considerando-se também as vendas do dia de Ação de Graças, houve um crescimento de 2,3%, para US$ 12,3 bilhões. A empresa não divulgou números consolidados para o fim de semana.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias