Desvalorização

Bolsa de Tóquio cai em meio à fraqueza econômica

Índice Nikkei perdeu 1,15%, a 13.300,55 pontos; na semana, o recuo acumulado foi de 2,6%

Danilo Galindo
Danilo Galindo
Publicado em 10/10/2014 às 8:25
Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Índice Nikkei perdeu 1,15%, a 13.300,55 pontos; na semana, o recuo acumulado foi de 2,6% - FOTO: Foto: Marcos Santos/USP Imagens
Leitura:

A bolsa de Tóquio caiu fortemente nesta sexta-feira (10), encerrando em desvalorização semanal pela terceira vez consecutiva em meio ao fraco desempenho das bolsas ao redor do mundo, às baixas expectativas econômicas e a queda do dólar. O índice Nikkei perdeu 1,15%, a 13.300,55 pontos. Na semana, o recuo acumulado foi de 2,6%.

Pelo segundo dia, no entanto, as ações da Fast Retailing, mais relevante componente do índice, teve forte valorização, ajudando a reduzir as perdas. A empresa avançou 1,7% após relatório indicando alta de 12% nos lucros e boas previsões para o desempenho no ano.

A bolsa operou no negativo desde o começo do dia na Ásia, seguindo o movimento das bolsas de Nova York e o dólar, que também teve sessão de perdas. No fechamento do pregão, a moeda norte-americana operava a 107,73 ienes, ante 107,84 ienes do fim da tarde do dia anterior em Wall Street. A moeda vem perdendo terreno desde o pico de 110 ienes atingido no começo deste mês.

"Outubro é um mês tradicionalmente volátil nos mercados dos Estados Unidos e o Japão nunca fica imune às variações", disse Norihiro Fujito, estrategista sênior de investimentos da Mitsubishi UFJ Morgan Stanley Securities. 

Os investidores estrangeiros, que costumam representar cerca de 60% do fluxo, foram responsáveis por boa parte da saída de recursos da bolsa de Tóquio, vendendo posições pelo décimo dia consecutivo.

"Com a piora do cenário econômico na Europa e o potencial de volatilidade dos EUA, muitos investidores estão ansiosos para encerrar as posições antes das próximas três semanas, que serão marcadas pelas divulgações de resultados das empresas", explicou um operador de uma agência de investimentos europeia.

Entre as principais ações da bolsa, as montadoras registraram perdas, com a Honda Motor caindo 1,5%, a fabricante de peças automotivas Denso perdendo 2,5% e a Mazda Motor recuando 2,8%. A Mitsubishi Materials caiu 2,7%, após relatório afirmando que a empresa pode não atingir sua previsão de lucro.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias