Mercado Financeiro

Wall Street fecha em alta e Dow Jones bate novo recorde

Segundo os resultados definitivos do fechamento, o Dow Jones subiu 25,50 pontos, situando-se nas 18.053,71 unidades

Da AFP
Da AFP
Publicado em 26/12/2014 às 21:07
Foto: BRYAN THOMAS / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Segundo os resultados definitivos do fechamento, o Dow Jones subiu 25,50 pontos, situando-se nas 18.053,71 unidades - FOTO: Foto: BRYAN THOMAS / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
Leitura:

Wall Street encerrou em alta nesta sexta-feira, pelo sétimo dia seguido, sem qualquer elemento que contradiga o otimismo dos investidores: o Dow Jones ganhou 0,13%, marcando um novo recorde, e Nasdaq somou 0,70%.

Segundo os resultados definitivos do fechamento, o Dow Jones subiu 25,50 pontos, situando-se nas 18.053,71 unidades, enquanto o Nasdaq aumentou 33,39, nas 4.806,86 unidades.

O índice ampliado S&P 500 avançou 0,33%, nos 6,89 pontos, e chegou a 2.088,77 unidades, batendo um recorde de fechamento, assim como o Dow Jones.

"Devido ao fraco nível de troca, o mercado se baseou em sua tendência de alta para subir um pouco", comentou David Levy, da Kenjol Capital Management.

"A menos que haja um catalisador para baixa, a tendência será a mesma" até o fim do ano, advertiu.

Além disso, os investidores continuam motivados pela decisão de política monetária do Federal Reserve (Fed, o Banco Central americano), publicada em 17 de dezembro - disseram especialistas da Charles Schwab.

"A alta da Bolsa se materializou (nesta sexta-feira) na ausência de resultados de empresas, ou de números macroeconômicos, e os principais índices continuaram com uma alta vinculada ao compromisso reiterado do Fed, por se mostrar paciente antes de normalizar sua política monetária", destacaram.

O mercado obrigatório terminou em alta. O rendimento dos bônus do Tesouro para dez anos caiu a 2,250%, contra os 2,264% do último fechamento, e o dos bônus para 30 anos, a 2,814%, contra os 2,834% anteriores.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias