Economia

FMI e Banco Mundial têm fundos de emergência para lidar com o novo coronavírus

As instituições "estão desenvolvendo planos de contingência. Temos vários instrumentos financeiros que poderiam ajudá-los", disse o porta-voz do FMI

AFP
AFP
Publicado em 27/02/2020 às 15:38
Notícia
Foto: Saul Loeb/AFP
As instituições "estão desenvolvendo planos de contingência. Temos vários instrumentos financeiros que poderiam ajudá-los", disse o porta-voz do FMI - FOTO: Foto: Saul Loeb/AFP
Leitura:

O Fundo Monetário Internacional (FMI) e o Banco Mundial estão prontos para disponibilizar aos países que necessitem os fundos de emergência imediatos para combater o surto do novo coronavírus, disse nesta quinta-feira (27) um porta-voz.  

>> Familiares do paciente com 1º caso suspeito de coronavírus da Paraíba também estão em quarentena

>> Epidemia de coronavírus está em momento decisivo, diz OMS

>> Coronavírus: veja quando fazer uso de máscaras e álcool em gel

Embora ainda não tenham recebido nenhum pedido de ajuda, as instituições "estão desenvolvendo planos de contingência. Temos vários instrumentos financeiros que poderiam ajudá-los", disse o porta-voz do FMI, Gerry Rice, em uma coletiva de imprensa. 

À medida que a epidemia se expande para além da China, os economistas estão cada vez mais preocupados com a desaceleração da economia global.  

"Temos vários instrumentos financeiros que poderiam ser usados para ajudar os países com problemas de balanço de pagamentos que surgem das epidemias ou desastres naturais", disse Rice, ao lembrar que os fundos foram disponibilizados rapidamente durante a epidemia do ebola.  

O FMI segue "apoiando muito" a China, onde começou a epidemia do coronavírus em dezembro, com esforços para combater sua propagação, apontou.  

Rice assegurou que o FMI e o Banco Mundial esperam tomar uma decisão rápida sobre se farão suas reuniões de primavera em Washington em abril. Milhares de pessoas assistem a esses encontros semestrais, que atraem economistas, ativistas e investidores, assim como autoridades e jornalistas.  

O planejamento para a reunião de abril está "sob revisão", disse Rice. E acrescentou: "Temos certeza de que, seja qual for o formato das reuniões do período de primavera, teremos encontros e diálogo com os nossos membros".  

O Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos Estados Unidos alertou esta semana que a epidemia chegará ao território americano e sugeriram o cancelamento de grandes eventos.  

Os funcionários de saúde anunciaram na quarta-feira que tinham encontrado o primeiro caso do novo coronavírus de origem desconhecida nos Estados Unidos.  

Confira o mapa de casos

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias