comércio

Venda de carro em setembro cai quase 5%, diz pesquisa

No mês passado, foram emplacados 311.682 veículos no País

Isabela Lemos
Isabela Lemos
Publicado em 04/10/2011 às 11:29
Leitura:

O aperto na concessão de crédito começou a aparecer nas estatísticas de vendas de veículos e no ritmo de financiamentos do comércio varejista em geral. O número de automóveis, comerciais leves, ônibus e caminhões emplacados no mês passado foi quase 5% menor em relação a agosto, aponta levantamento dos veículos emplacados feito junto aos Detrans pela MSantos, agência de varejo automotivo.

No mês passado, foram emplacados 311.682 veículos no País. Em agosto, esse volume atingiu 327.393 unidades. Os dados oficiais de emplacamento e, portanto, das vendas de setembro serão divulgados esta semana pela Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). Na comparação com setembro de 2010, houve um pequeno acréscimo de vendas, de 1,5% ou 4.639 veículos.

"Os bancos estão mais precavidos na aprovação do crédito para compra de veículos", afirma o economista Ayrton Fontes, responsável pelo levantamento.

Além de estarem mais rigorosos na aprovação do crédito por causa do aumento da inadimplência na linha de veículos, Fontes observa que a exigência de uma entrada maior nos financiamentos de longo prazo, determinada pelo Banco Central (BC) no início deste ano, reduziu a participação da classe C nas compras de carros novos populares. Foi exatamente essa classe social o grande motor do mercado de carros nos últimos tempos. O veículo popular já chegou a responder por 60% das vendas, diz Fontes. Hoje essa fatia recuou para 55%.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias