combustível

Alta da gasolina deve aumentar o custo mensal das distribuidoras em R$ 10 mi

Executivo não descarta que este aumento no custo das distribuidoras seja repassado para o consumidor final

Emídia Felipe
Emídia Felipe
Publicado em 01/11/2011 às 19:07
Leitura:

A redução da Contribuição de Intervenção do Domínio Econômico (Cide) foi inferior ao aumento do preço da gasolina na refinaria o que deve gerar um aumento de custo mensal de cerca de R$ 10 milhões para as distribuidoras de combustível. A afirmação é do presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e Lubrificantes (Sindicom), Alísio Vaz.

Segundo ele, a redução da Cide provocou uma queda no preço da gasolina de R$ 0,1016 por litro. Já a alta da gasolina na refinaria foi de R$ 0,1062 por litro, criando uma diferença de R$ 0,0046 por litro. "Como o consumo mensal de gasolina gira em torno de 2,2 bilhões de litros, o custo adicional para as distribuidoras atinge os R$ 10 milhões, ao contrário do anunciado pelo governo, de que a redução da Cide e o aumento da gasolina se equilibrariam", disse.

O executivo não descarta que este aumento no custo das distribuidoras seja repassado para o consumidor final. "A decisão do que fazer com este aumento de custo varia de empresa para empresa mas poderá ser repassado para o consumidor", afirma.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias